UOL Esporte - Copa 2006UOL Esporte - Copa 2006
UOL BUSCA

Ídolos



Domingos da Guia

Arquivo

Nome: 
Domingo Antônio da Guia

.............................................

Nascimento: 
19/11/1912, no Rio de Janeiro (RJ)

.............................................

Peso: 79kg

.............................................

Altura: 1,85m

.............................................

Clubes: Bangu (1929 a 1931); Vasco (1932); Nacional-URU (1933); Vasco (1934); Boca Juniors-ARG (1935); Flamengo (1936 a 1943); Corinthians (1944 a 1947); Bangu (1948)

.............................................

Títulos: Taça Rio Branco (1931/1932); Campeonato Uruguaio (1933); Campeonato Carioca (1934/1939/1942/1943); Campeonato Argentino (1935); Copa Rocca (1945)

.............................................

Copas: 1 (1938)

Com apenas 20 anos, Domingos da Guia (1912-2000) deixou o Rio de Janeiro para jogar no Nacional de Montevidéu, do Uruguai. Era um grande desafio para o garoto carioca, que iniciou a carreira no Bangu e havia passado rapidamente pelo Vasco. Apesar da pouca idade, Domingos da Guia encantou os uruguaios. Foi campeão local em 1933 e ganhou o apelido de El Divino Mestre.

Voltou ao Brasil para se consagrar como o melhor zagueiro da história do futebol brasileiro, sempre incluído na seleção brasileira de todos os tempos. Era um jogador clássico, extremamente técnico, que gostava de sair jogando com a bola nos pés e se recusava a dar chutões. Ele é pai de Ademir da Guia, ídolo do Palmeiras nas décadas de 60 e 70.

Domingos da Guia estreou no futebol, ainda em sua fase amadora, pelo Bangu em 4 de abril de 1929, na vitória de 4 x 2 sobre o Fluminense, pelo Campeonato Carioca. Jogou no Bangu até 1931 e depois peregrinou por Vasco, Nacional (URU) e Boca Juniors (Argentina).

Ganhou fama e prestígio internacional, vencendo um campeonato no Uruguai e outro na Argentina. Faltava ainda se consagrar como ídolo do futebol brasileiro, o que aconteceria de 1936 a 1943, quando defendeu o Flamengo com brilhantismo, ao lado de craques como Leônidas da Silva e Zizinho. Na Gávea, ganhou os Campeonatos Cariocas de 1939, 1942 e 1943, antes de transferir-se para o Corinthians, no começo de 1944.

Domingos da Guia fez 25 jogos pela seleção brasileira entre 1931 e 1946. Disputou a Copa do Mundo de 1938, na França, quando o Brasil fez uma boa campanha, terminando em terceiro lugar. Curiosamente, encerrou a carreira no Bangu - mesma equipe que o lançou no futebol - perdendo (4 a 2) para o Flamengo, em 12 de dezembro de 1948.

Domingos da Guia morreu aos 87 anos na tarde em 18 de maio de 2000, no Rio de Janeiro, vítima de um acidente vascular cerebral.

     

SELEÇÕES

Graphic News

4-2-2-2

Área

8.514.876,599 km²

População

185.925.088

Idioma

Português

Capital

Brasília

Moeda

Real