Esporte

10 coisas que você não deve fazer na corrida de rua

 JOHANNES EISELE/AFP
Evite erros comuns para ficar mais longe das lesões Imagem: JOHANNES EISELE/AFP

Do UOL, em São Paulo

20/04/2017 04h00

Não importa se o corredor é iniciante ou mais experiente: existem alguns erros que às vezes fazem parte da rotina de muito fã da corrida de rua. Por isso, é sempre importante ter cuidados básicos para que o esporte seja um sinônimo de prazer e não uma causa de lesões.

Para alertar os corredores de plantão, Julio Dotti, diretor-técnico da Limite Team, e Rodrigo Lobo, diretor-técnico da Lobo Assessoria, listam 10 erros comuns entre os praticantes do esporte. Confira:

1 - Não respeitar os limites do corpo
Um dos erros mais recorrentes entre corredores é menosprezar as dores que surgem. Não se pode confundir superação com irresponsabilidade. "Evite correr sentindo dores e não abuse se estiver muito cansado. Ouça seu corpo", avisa Rodrigo Lobo.

2 - Fugir da musculação
"Um trabalho de fortalecimento bem orientado melhora muito a capacidade física, então as pessoas não podem se dedicar só à parte aeróbia e esquecer da musculação", diz Julio Dotti. Fortalecimento bem feito é uma das grandes armas contra as lesões.

3 - Correr em jejum
"Jamais treine em jejum. Opte por alimentos leves, hidrate-se antes, durante e após a atividade e procure orientação de um profissional de nutrição para orientá-lo e personalizar sua dieta", recomenda Lobo.

4 - Correr sem orientação
"Está comprovado por estudos: os corredores que não têm nenhum tipo de orientação profissional têm uma chance de lesão muito grande", alerta Dotti, com base em levantamento de atendimentos hospitalares.

5 - Não se hidratar
"Às vezes as pessoas participam de provas sem se hidratar e sem ter uma fonte de carboidrato, no caso das provas mais longas. Outro erro é desconsiderar a temperatura no momento da corrida, pois isso muda a quantidade de água que deve ser ingerida", adverte o treinador da Limite Team.

6 - Não aquecer adequadamente
A corrida exige bastante do corpo, então é preciso prepará-lo para isso. "Evite começar o treino sem aquecer. Procure correr em velocidade mais baixa ou caminhar por cerca de 5 a 10 minutos antes de cada treino", aconselha Rodrigo Lobo.

7 - Aumentar distâncias rapidamente
Para saber se o seu volume de corrida está dentro do limite saudável, uma boa medida é em relação à semana anterior de treino. "Evite aumentar mais que 10% da distância percorrida na semana anterior", ensina Rodrigo Lobo.

8 - Parar de correr repentinamente
Depois da corrida, é fundamental resfriar o corpo antes de parar completamente. "Aquecimento e desaquecimento são igualmente importantes. No fim da corrida, é importante fazer um trote leve de 3 a 5 minutos para diminuir a frequência cardíaca e baixar a pressão arterial", aconselha Dotti.

9 - Correr na mesma mão do carro
Dicas de segurança também fazem parte da rotina do corredor, principalmente se ele usa as ruas em suas corridas. "O mais indicado é que o atleta corra na contramão, no contrafluxo, para enxergar os carros e estar preparado se precisar se proteger", finaliza Julio Dotti.

10 - Não equilibrar treinos e vida pessoal
Correr faz bem, mas excessos nunca são bem-vindos. Saiba equilibrar tudo na sua vida para deixar a corrida sempre prazerosa. "A longevidade na corrida depende do quanto você consegue administrar os treinos com trabalho, família e amigos", pondera Rodrigo Lobo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo