Esporte

Mulher perde 17 kg com a corrida para poder doar rim e salvar amigo doente

Reprodução/Facebook
Rebekah Ceidro perdeu 17 kg para poder doar rim a amigo Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

28/05/2017 04h00

Rebekah Ceidro estava olhando o Facebook quando viu a publicação de um antigo companheiro de trabalho, Chris Moore. No texto, ele pedia a doação de um rim, já que havia sido diagnosticado com uma doença crônica que lhe dava de seis meses a um ano de vida, apenas. E aí a vida dos dois mudou drasticamente.

Gerente de um restaurante, Rebekah, de 33 anos, ficou surpresa ao ver a notícia, já que se lembrava do colega como uma pessoa saudável, atlética e muito ativa. Ela escreveu para Chris e se prontificou a doar um rim. Mas tinha um problema: ela estava acima do peso para enfrentar a cirurgia.

Foi então que Rebekah decidiu começar a correr para entrar em forma e ficar apta para a doação. “Não sou uma pessoa emotiva, mas estava em lágrimas antes de terminar de ler a resposta dela”, contou Chris ao “Trib Live”.

Segundo a “Runners World”, Rebekah estava pesando 98 kg. Os médicos disseram que o máximo recomendado para o procedimento era 90 kg. “Eu estava realmente muito gorda para salvar a vida de alguém? Senti que eles estavam desafiando minha decisão, então disse: ‘eu perderei peso e farei isso’”, relatou.

Duas semanas depois de a gerente ratificar sua decisão, o restaurante em que ela trabalha iria organizar uma corrida de rua de 5 km. Rebekah identificou aí uma oportunidade perfeita para começar. “Foi muito mais difícil do que eu imaginava, então percebi que eu estava mais fora de forma do que percebia”, relembrou.

A constatação, em vez de desanimá-la, virou um incentivo. No início deste mês, ela concluiu sua primeira meia-maratona, terminando os 21 km em 3h14. "Foi a coisa mais difícil que fiz na vida. Atingi um objetivo que, nove meses antes, eu nem imaginava ser possível", resumiu.

A gerente de 30 anos atingiu os 90 kg almejados e foi além: atualmente, está com 81 kg. E não pensa em parar. A cirurgia para doar o rim a Chris ainda não aconteceu, mas Rebekah tem uma certeza.

“Nunca estive tão bem na vida e tenho que agradecer ao Chris. Posso estar ajudando a salvar a vida dele, mas ele não percebeu ainda que já salvou a minha”, completou a americana.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo