Esporte

Quem é o professor nerd que foi top 10 na Olimpíada e sensação na maratona

Matthias Hangst/Getty Images
Ward ficou sem medalha, mas comemorou muito o sexto lugar na Olimpíada Imagem: Matthias Hangst/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

24/06/2017 04h00

Ser professor universitário e um bom marido e pai de três filhos não é fácil. Conciliar isso com 200 km de corrida por semana torna a missão ainda mais difícil. Mas o nerd mais famoso do atletismo norte-americano não só conduz tudo numa boa, como tem desempenho de um atleta de ponta, com direito ao sexto lugar na maratona olímpica.

Jared Ward tem o apelido de “nerd da corrida” porque é louco por matemática e dá aula de estatística na Brigham Young University. E, paralelamente a isso, dedica-se com tanto ou mais afinco à vida de maratonista.

Depois de se classificar para a Olimpíada do Rio ao ficar em terceiro lugar nas eliminatórias norte-americanas, Ward brilhou em terras brasileiras ao chegar na sexta colocação, batendo seu recorde pessoal com o tempo de 2h11min30. O queniano Eliud Kipchoge venceu com 2h08min44.

O professor mistura as duas paixões de diversas formas. No dia a dia, encontra tempo para preparar e dar suas aulas e também para treinar cerca de 200 km por semana. Mas ele também já foi além nessa mescla: sua tese de mestrado é baseada nos tempos e ritmos de uma maratona.

Toda ciência na academia e o profissionalismo no atletismo, no entanto, às vezes dão lugar a experiências de um amador. Foi o que aconteceu momentos depois de cruzar a linha de chegada na Olimpíada.

“Eu estava totalmente acabado depois da corrida. Voltei à vila e meu companheiro de quarto me trouxe muita coisa do McDonalds. Quase chorei de alegria e fiquei comendo por quase uma hora, de sanduíches a sorvete. Só não sei se meu estômago ficou pior por causa da maratona ou por causa do que comi”, contou ele à “Runners World”.

Segundo Jared Ward, além da dedicação às ciências exatas, o que comprova que ele é realmente um nerd é sua paixão por pedras. Ou quase uma obsessão. “Faço caminhadas no meio do nada em busca de pedras diferentes. Tenho vários baldes cheios de pedras”.

Bigode famoso

Outra passagem curiosa que a Olimpíada lhe rendeu foi antes mesmo da maratona. Durante a cerimônia de abertura, Ward se aproximou de Kevin Durant para um rápido cumprimento. E a estrela do basquete fez questão de elogiar seu bigode.

“Ele virou para mim e disse: ‘Sério, cara, eu amo esse bigode’. Só isso já tinha feito minha viagem valer a pena”, contou o maratonista, revelando que só tira o bigode duas vezes ao ano: no Natal e no aniversário da esposa. “Mas correr sem bigode nem pensar”, avisa.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo