UOL Esporte Olimpíadas de Inverno
 
17/02/2010 - 20h24

Autoridades investigam pouco uso do idioma francês na abertura dos Jogos

Das agências internacionais
Em Toronto (Canadá)

As autoridades canadenses iniciaram uma investigação após numerosas queixas de que o francês – segundo idioma oficial do país – foi pouco utilizado durante a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de Vancouver.

De acordo com o porta-voz do Escritório de Idiomas Oficiais do Canadá, Robin Cantin, uma investigação analisará como foi organizada a cerimônia de abertura. O estudo levará várias semanas e não deve ser concluído até o término dos Jogos, no dia 28 de fevereiro.

A principal queixa do público é que a abertura dos Jogos – que sofreu com problemas técnicos – não refletiu a realidade canadense, um país fundado por britânicos e franceses com as culturas indígenas. O Escritório de Idiomas Oficiais se mostrou desconcertado com as críticas, pois a entidade trabalhou em parceria com a organização dos Jogos.

Os principais meios de comunicação em língua francesa do país criticaram severamente a cerimônia de abertura. O jornal La Presse, de Montreal, trouxe um artigo com o título “Em Vancouver, há tão pouco francês quanto neve”. Já o The Globe and Mail classificou como um ‘audível descuido’ a pouca utilização do francês.

O comitê organizador dos Jogos se defendeu das críticas, mas afirmou que a cerimônia de encerramento utilizará mais o francês – apesar de não revelar detalhes.

O idioma não foi a única crítica recebida pelos organizadores da Olimpíada de Inverno. Outra medida que provocou polêmica foi a colocação de uma proteção metálica ao redor da pira olímpica, impedindo que o público possa tirar fotos de um dos principais símbolos dos Jogos.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host