Trenó remendado do Brasil gera bate-boca entre atletas e ex-dirigente

Do UOL, em São Paulo

O trenó que a equipe de brasileiros do bobsled adquiriu para participar dos Jogos Olímpicos de Inverno foi tema de um bate-boca com Eric Maleson, ex-presidente da CBDG (Confederação Brasileira de Desportos no Gelo), e dois atletas do time que disputará em Sochi.

Comprado da equipe de Mônaco, o trenó brasileiro ainda não foi pintado com as cores do país e apresenta um aspecto "sucata", com a frente e a lateral descascada. "Não deu tempo de pintar, foi tudo muito corrido. A gente chegou há dois dias", disse Odirlei Pessoni, na quarta-feira, ao Sportv. A equipe afirmou que iria começar a decorar o trenó nesta quinta-feira.

Em uma publicação no Facebook de Davidson Souza, conhecido como Bokão – reserva brasileiro do bosled e que também é rapper –, o atleta afirmou que a equipe lançaria hoje o "hino oficial" do esporte em Sochi, em ritmo de rap.

Eric Maleson, ex-presidente da CBDG, criticou o time brasileiro pelo estado do trenó. "[Se fosse] Na minha gestão, aí em Sochi vocês estariam tocando esse hino do bobsled com um pincel e tinta na mão! Puxa, vocês foram para a Rússia com os trenós todos arrebentados! Esqueçam a música só por duas semanas e vamos pintar os trenós pra ontem!", disse Maleson, que também competiu no bobsled olímpico, nos Jogos de Salt Lake City-2002.

"Gostaria de saber o que tem a ver a música com o trenó. Para de ser negativo, se não ajuda não atrapalha... se um dia você voltar, você faz do seu jeito, melhorou, bonitão? Fica aí no seu mundinho...", respondeu Edson Bindilatti, outro integrante da equipe atual de bobsled, que foi companheiro de time de Maleson em Salt Lake City e recorreu à Justiça contra o dirigente, em 2012, quando este era presidente da CBDG. Maleson, na época, era opositor de Carlos Arthur Nuzman no comando do COB (Comitê Olímpico Brasileiro).

Odirlei Pessoni, também da equipe, reforçou o coro contra Maleson. "Olha quem está falando, o cara que nos levou para tentar classificar em 2010 e nem tinha trenó, tivemos que alugar uns trenós que nem dava para competir. Na Olimpíada você olha como ele vai estar", afirmou Pessoni.

Maleson, então, criticou um erro gramatical do post de Pessoni, que rebateu. "Isso foi um erro de digitação. Mas a sua incompetência é real. Larga de inveja. Estamos nas Olimpíadas e você está em casa, aprende o hino do bobsled e deixa que no trenó vamos dar um jeito...", respondeu.

O quarteto brasileiro do bobsled continua treinando até o dia 22, quando começam as disputas do esporte em Sochi.

CONHEÇA OS BRASILEIROS QUE VÃO COMPETIR EM SOCHI

Veja também



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos