UOL Esporte Fórmula 1
 

GP da Bélgica 2012

AP Photo/Yves Logghe

Jenson Button liderou o GP da Bélgica de ponta a ponta e venceu com tranquilidade

02/09/2012 - 10h33

Button vê rivais se chocarem na largada e vence de ponta a ponta na Bélgica; Massa é o 5º

O inglês Jenson Button cumpriu seu objetivo de fechar o fim de semana mais próximo da briga pelo título do Mundial de pilotos. Largando na pole position, o piloto da McLaren liderou de ponta a ponta para vencer o Grande Prêmio da Bélgica e ainda contou com o abandono de vários de seus concorrentes diretos na disputa pelo campeonato.

CLASSIFICAÇÃO FINAL DO GP DA BÉLGICA

1- Jenson Button (GBR/McLaren) 1h29min08s530
2- Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) a 13s624
3- Kimi Raikkonen (FIN/Lotus) a 25s334
4- N. Hulkenberg (ALE/F. Índia) a 27s843
5- Felipe Massa (BRA/Ferrari) a 29s845
12- Bruno Senna (BRA/Williams) a 1min11s529

Com o resultado, Button chega aos 101 pontos, ainda na sexta posição no Mundial, mas mantém vivo o sonho do título. Líder do Mundial com 164 pontos, o espanhol Fernando Alonso não passou da primeira curva, vítima de um acidente provocado pelo francês Romain Grosjean e que também tirou o inglês Lewis Hamilton, quatro no campeonato, da corrida.

Após treino de classificação frustrante, a Red Bull foi a grande beneficiada pela confusão na largada. O alemão Sebastian Vettel, que largou em 10º, terminou na segunda colocação e colou em Alonso na briga pelo campeonato. O australiano Mark Webber foi o sexto e também se aproximou do espanhol na disputa do título.

O brasileiro Felipe Massa também teve um bom desempenho no GP da Bélgica. O piloto da Ferrari largou 14º e terminou a prova na quinta posição. Já Bruno Senna sofreu com tática de uma parada escolhida pela Williams, precisou mudar a estratégia no fim da corrida e foi apenas o 12º.

A corrida

A largada foi marcada por diversas confusões. Romain Grosjean forçou ultrapassagem e provocou um grande acidente logo na primeira curva. O francês acertou o carro de Lewis Hamilton, decolou por cima do carro de Fernando Alonso e tirou os dois candidatos ao título da corrida, além do mexicano Sergio Perez.

O venezuelano Pastor Maldonado, que havia perdido três posições no grid devido a manobra irregular no treino classificatório, voltou a aprontar. Queimou a largada, pulou para a segunda posição, mas na sequência se envolveu em um acidente e deixou a prova.

A Sauber, grande sensação do dia anterior, teve um início de prova desastroso. Além de perder Perez no acidente com Grosjean, viu o japonês Kamui Kobayashi ter problemas mecânicos na largada e cair da segunda para a última colocação.

Os incidentes, que provocaram a entrada do safety car na pista por cinco voltas, favoreceram os brasileiros. Bruno Senna teve largada impressionante e pulou da 17ª colocação para o oitavo lugar. Felipe Massa ganhou três posições e subiu de 14º para 11º. O maior beneficiado, porém, foi o alemão Nico Hulkenberg, que largou em 11º e terminou a primeira volta em terceiro.

Schumacher também entrou na briga pelas primeiras colocações e, após ultrapassagem sobre Raikkonen, pulou para a segunda posição antes da primeira parada para troca de pneus. Button se manteve na pole com tranquilidade, longe das confusões, enquanto Vettel aproveitou para atacar, deixou Mark Webber e Bruno Senna para trás, e subiu para quinto na 14ª volta.

FÁBIO SEIXAS ANALISA O GP DA BÉLGICA

"Não faltaram emoções e lances controversos na prova". Leia mais

Button e Vettel foram os últimos pilotos a irem para os boxes, apostando na tática de apenas uma parada. Com grande vantagem na liderança, o inglês ainda retornou para a pista na liderança, seguido por Raikkonen, Hulkenberg, Webber e Massa. Após ultrapassagens, Senna caiu para o 11º lugar.

A estratégia de realizar apenas uma parada mostrou-se eficiente após a segunda sessão para trocas de pneus. Button e Vettel dispararam na frente e se mantiveram sem serem ameaçados até o fim da prova. Raikkonen e Schumacher, que pararam nos boxes para a troca, voltaram respectivamente na terceira e quarta colocações e protagonizaram uma bela briga por posição, com alternância de ultrapassagens e triunfo do finlandês no fim. Com pneus desgastados, o alemão terminou apenas no sétimo lugar. Massa também atacou nas últimas voltas, deixou Webber para trás e garantiu o quinto lugar.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host