UOL Esporte Fórmula 1
 

GP da Índia 2012

REUTERS/Vivek Prakash

Sebastian Vettel conduz sua Red Bull no GP da Índia; alemão venceu a 4ª consecutiva

28/10/2012 - 09h04

Vettel vence na Índia de ponta a ponta, mas Alonso fica em 2º e mantém viva a disputa

De ponta a ponta e sem sofrer nenhum risco, Sebastian Vettel ganhou o GP da Índia e chegou à sua quarta vitória consecutiva, a quinta no ano. A festa do alemão, bicampeão e líder do campeonato, só não foi maior porque Fernando Alonso não se contentou com o desempenho mediano da Ferrari nos treinos e beliscou o segundo lugar, mantendo viva a disputa pelo título.

Sebastian Vettel agora tem 240 pontos contra 227 de Fernando Alonso. Mark Webber, que completou o pódio em terceiro, é o quarto colocado na temporada, com 167. Já Kimi Raikkonen, o terceiro colocado no ano (agora com 173), teve de se contentar com a sétima posição, mas segue como o piloto mais próximo dos dois líderes.

Felipe Massa, em sua primeira corrida após a renovação do contrato com a Ferrari, chegou no mesmo sexto lugar do qual largou, com problemas no consumo de combustível e uma prova discreta. Bruno Senna saiu do 13º lugar, protagonizou uma disputa interessante com o companheiro Pastor Maldonado e conseguiu, com muito custo, chegar à zona de pontuação, terminando no décimo lugar.

Só que os brasileiros são coadjuvantes no campeonato, e viram de longe a disputa mais importante da prova. Pressionado pelo bom desempenho constante da Red Bull e a chance que Vettel tinha de disparar, Alonso tentou de tudo para se aproximar do alemão e foi a estrela do GP.

Na largada, o espanhol partiu para o ataque e por pouco não passou Lewis Hamilton e Jenson Button de uma só vez. Ele acabou fazendo a manobra em duas partes e, com um bom ritmo de corrida, passou a perseguir Mark Webber. Logo depois da troca de pneus, ele chegou a ter a chance de usar a asa móvel contra o australiano, que se defendeu bem.

Foram várias voltas de espera, até que Webber anunciou pelo rádio um problema no Kers, o mecanismo que reaproveita energia do carro e a transforma em mais potência. Sem essa força, ele acabou cedendo. Alonso passou e ameaçou ir buscar Vettel, que àquela altura estava a 11 segundos de distância.

Com várias melhores voltas em sequência, o espanhol reduziu a vantagem enquanto Vettel tomou um susto quando faíscas começaram a sair de seu carro pelo assoalho. O problema pontual , no entanto, não afetou o desempenho do carro, que mesmo sem o ritmo do início da corrida levou o alemão até a bandeirada final na primeira colocação.

OPINIÃO DE FÁBIO SEIXAS

Vettel vence e já faz as contas

Sorte de Vettel, que fecha um fim de semana perfeito. O alemão foi líder nos três treinos livres, fez a pole e liderou todas as voltas da corrida. A vitória confirma a supremacia da Red Bull na atual fase do campeonato e a reação de Sebastian Vettel, que em dado momento chegou a ter 39 pontos de desvantagem para o espanhol, à época líder da temporada. Alonso, por sua vez, mostra que vai vender caro o título que pareceu estar tão próximo há algumas corridas.

Agora, o descanso é curto para a categoria. A Fórmula 1 faz suas malas com pressa na Índia e vai direto para os Emirados Árabes, onde acontece o GP de Abu Dhabi já no próximo fim de semana. 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host