Topo

Fórmula 1

"Tédio" e "corrida mais chata da história": as frases do GP de Mônaco

Boris Horvat/AFP
Daniel Ricciardo Red Bull Imagem: Boris Horvat/AFP

Do UOL, em São Paulo (SP)

28/05/2018 04h00

O Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1 foi tão previsível que dois dos principais nomes da categoria não esconderam o descontentamento. Fernando Alonso e Lewis Hamilton deixaram seus carros incomodados com o ritmo de corrida e se dizendo entediados com a prova.

O dia ainda contou com a redenção de Daniel Ricciardo. Dois anos depois de ver a vitória escapar por um erro da Red Bull nos boxes, o australiano superou um problema de potência no motor, dominou de ponta a ponta e venceu pela segunda vez na temporada.

A primeira colocação trouxe uma sensação de alívio para o australiano, que não escondeu o incômodo com as lembranças carregadas do GP disputado há dois anos no circuito de rua do Principado.

Já Sebastian Vettel (Ferrari) e Lewis Hamilton (Mercedes), que terminaram em segundo e terceiro, respectivamente, reconheceram o domínio de Ricciardo, que terminou com a liderança no primeiro treino, segundo, terceiro, classificação e, finalmente, na corrida.

Veja as melhores frases do fim de semana na F1

  • Lewis Hamilton

    "Talvez a gente só tenha circulado em volta da pista a partir da 6ª volta, talvez. Literalmente circulando, então não foi realmente uma corrida. Daniel fez um grande trabalho e estou super feliz por ele, mas no fim todos ficamos circulando para ter garantia de que chegaríamos ao fim. Não sei se isso foi animado para vocês. Se foi, beleza", disse, incomodado com o ritmo da prova.

  • Fernando Alonso

    "Sem o Safety Car, sem bandeiras amarelas, o esporte precisa pensar um pouco sobre o espetáculo, porque isso foi muito desapontador. Provavelmente foi a corrida mais chata da história da Fórmula 1. Precisamos fazer algo para os fãs no fim das corridas para quitar um pouco os ingressos que eles pagam", filosofou o espanhol.

  • Daniel Ricciardo

    "Senti que perdi potência e pensei que 'já era'. Dois anos depois do que aconteceu aqui, eu finalmente consegui uma redenção, ela chegou. Tivemos estes obstáculos no meio da corrida, mas vencemos em Mônaco. É bom, é muito bom", discursou o australiano após a 1ª vitória em Mônaco.

  • Sebastian Vettel

    "Tivemos o ritmo em alguns momentos, mas foi uma corrida complicada. Daniel [Ricciardo] respondeu todas as vezes. Poderia segui-lo com facilidade, mas ele apertou o ritmo quando Hamilton parou nos boxes. Ele foi mais forte e não consegui segui-lo", declarou o alemão, outro a elogiar Ricciardo.

  • Stoffel Vandoorne

    "Definitivamente, senti isso (corrida prejudicada para beneficiar Alonso). Acredito que deveríamos ter parado nos boxes cinco voltas mais cedo. Fernando saiu bem na frente e nós paramos na volta em que o estrago já estava feito. Decepcionante", declarou o companheiro de equipe de Alonso.

  • Max Verstappen

    "Eu estava curtindo. Largando em último, consegui duas posições na largada, o que foi bom. Eu só não queria arriscar e bater. Eu não posso estar nessa posição agora. Fiz tudo com certa margem. Eu sabia que, se eu arriscasse um pouco mais, eu ainda assim não conseguiria passar esses carros", disse Verstappen, que largou em último e chegou em nono.

  • Carlos Sainz Jr.

    "(Marcar apenas um ponto) foi muito ruim, muito amargo. Penso que a corrida foi um pequeno desastre desde o início", disse Carlos Sainz Jr., à "Movistar", após sofrer com os pneus durante a corrida.