! Fernando Alonso vence o GP da Malásia; Barrichello abandona - 20/03/2005 - UOL Esporte - F-1
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  20/03/2005 - 05h36
Fernando Alonso vence o GP da Malásia; Barrichello abandona

Da Redação
Em São Paulo

AFP 
Fernando Alonso conquista a vitória no GP da Malásia no autódromo de Sepang
Fernando Alonso venceu neste domingo o GP da Malásia, no autódromo de Sepang, e mostrou que se nos últimos anos a cor da F-1 era o "vermelho-Ferrari", em 2005 a matiz dominante será o "azul-Renault".

O pódio foi completado por Jarno Trulli, da Toyota, e Nick Heidfeld, da Williams. É a primeira vez que a equipe japonesa, o segundo maior orçamento da F-1 (somente atrás da Ferrari), fica entre as três primeira numa prova do Mundial.

RENAULT BATE FERRARI

Alonso lidera desde a largada


nem pitstop estorva espanhol


Rubinho desiste na 45ª volta


e Schumacher, coadjuvante, é 7º após andar atrás de Massa


Alonso comemora a vitória,


é festejado pelo chefe e


recebe banho de champanhe
Foi a segunda vitória da equipe francesa no ano - na primeira prova, o GP da Austrália, o triunfo foi de Giancarlo Fisichella. Além disso, tanto em Melbourne como em Sepang, a Renault obteve a pole-position.

O resultado na Malásia coloca Alonso na ponta do Mundial de pilotos, com 16 pontos. A vantagem do time francês no Mundial de construtores é enorme: 26 pontos, contra 12 da segunda colocada, a Toyota.

Já a Ferrari, do hexacampeão Michael Schumacher e de Rubens Barrichello, foi novamente uma coadjuvante de luxo. O alemão terminou na 7ª posição, enquanto o brasileiro acabou abandonando na 45ª volta. O time italiano ainda está correndo com um carro híbrido (modelo do ano passado adaptado às novas regras).

Desde o início da prova, disputada sob forte calor, o domínio de Fernando Alonso foi arrasador. Sem dar chances aos rivais na largada, o espanhol foi abrindo vantagem gradativamente sobre Jarno Trulli e Giancarlo Fisichella, seus perseguidores mais próximos.

Tanto Barrichello como Schumacher optaram por largarem com mais combustível, para tentar adiar a primeira parada nos boxes e tentar ultrapassar os rivais nas voltas rápidas antes do reabastecimento.

A estratégia deu resultado para o brasileiro até a metade da prova, quando conseguiu sair da 12ª colocação para a 8ª (dentro da zona de pontuação).

Porém os pneus da Ferrari sofreram muito com o calor malaio, diminuindo a performance do brasileiro que acabou tomando uma volta dos líderes e abandonando a prova. O novo regulamento da F-1 determina que os pilotos só podem usar um jogo de pneus na classificação e corrida.

"O carro estava muito bom, mas de uma hora para outro começou sair de traseira. No segundo pit-stop descobrimos que um pedaço de borracha havia prejudicado a asa traseira e, com isso, meus pneus tiveram um desgaste excessivo", disse Barrichello.

A Renault de Fisichella também teve problemas e na 37ª volta o piloto começou a sofrer assédio de Mark Webber, da Williams. Os dois acabaram envolvendo-se num acidente, quando o australiano tentou a ultrapassagem, e deixaram a corrida.

Felipe Massa, da Sauber, ficou grande parte da prova atrás de Michael Schumacher e terminou a prova na 10ª colocação.

A próxima etapa da temporada 2005 do Mundial da F-1 será disputada no Bahrein, em 3 de abril. A prova deve marcar a estréia do novo carro da Ferrari.

Leia mais
Veja também



ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias