Topo

Fórmula 1


Argentino Jose Maria López é anunciado oficialmente pela USF1

Das agências internacionais

Em Charlotte (Estados Unidos)

25/01/2010 22h55

Conforme o esperado, equipe norte-americana USF1, que faz sua estreia na Fórmula 1 na temporada 2010 anunciou oficialmente nesta segunda-feira o argentino Jose Maria López, o 'Pechito', de 26 anos, como seu piloto oficial.

Ex-piloto de testes da Renault, López assinou o contrato com a escuderia norte-americana e será o 24º piloto do país sul-americano que teve como seu principal piloto o pentacampeão mundial Juan Manuel Fangio.

"Confirmar 'Pechito' López para nossa temporada de estreia era uma de nossas metas há muito tempo", disse o vice-presidente da equipe, Peter Windsor. "Lopez é um ótimo profissional e nascido para liderar. O maior exemplo sobre sua personalidade foi como ele lidou com a decepção de não correr com a Renault após três anos testando com eles na F-1. Ao invés de sentir pena de si mesmo, ele retornou à Argentina e dominou totalmente a cena local ao vencer 38 corridas e três campeonatos", completou o dirigente.

O contrato de López com a US F1 foi anunciado oficialmente pela presidente da Argentina Cristina Kirchner na Casa Rosada, em Buenos Aires, na tarde desta segunda-feira.

"Este é realmente um dia memorável para mim, minha família e o povo da Argentina. Eu tenho trabalhado por esse dia durante muito tempo na minha vida e não posso agradecer suficientemente Peter e Ken (Anderson) pela oportunidade. Com certeza uma nova equipe na Fórmula 1 encara muitos desafios, mas nossa meta é melhorar a cada corrida e construir uma escuderia que vai brigar por vitórias e campeonatos", disse o piloto argentino.

López tem mais de 6 mil km em treinos com a Renault. O argentino liderava à frente de Lewis Hamilton no mundial do Japão quando trocou o kart pelos carros na Europa em 2001. Em 2002 ele venceu a Fórmula Renault italiana com quatro vitórias, cinco poles e três pódios e na Fórmula Renault europeia venceu duas corridas, fez duas poles e um pódio, antes de vencer a Fórmula Renault em 2003.

Depois de treinar por três temporadas como piloto de testes da Renault, onde não teve a chance de ser piloto titular, Jose Maria López voltou ao seu país para disputar competições locais e dominou as provas.

"Muitas coisas acontecem no início de uma equipe de Fórmula 1 do zero. Você pode pregar a cada passo ao longo do caminho, mas se você não tem os caras certos nos cockpits, o resto não serve para nada. Com Jose Maria López temos certeza de que teremos uma campanha bem sucedida em nossa temporada de estreia", afirmou o presidente da USF1, Ken Anderson.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!