Topo

Fórmula 1

Compositor do "Tema da Vitória" faz música para Bruno Senna

Bruno Doro

Em São Paulo

11/03/2010 15h21

A estréia do sobrinho de Ayrton Senna na Fórmula 1 ganhou um tema musical. O maestro Eduardo Souto Neto, o mesmo com compôs o “Tema da Vitória”, recebeu uma encomenda dos patrocinadores do jovem piloto, para comemorar sua chegada à categoria.

A música foi composta em dois dias e lembra a música que marca as vitórias brasileiras na Fórmula 1. “Assim que desliguei o telefone com o pedido, meu primeiro sentimento foi desenhar o tema com uma guitarra berrando, gritando de emoção, para trazer de volta o sentimento da conquista”, diz Souto Neto.

O “Tema da Vitória” foi criado nos anos 1980, após encomenda da TV Globo. A música seria usada na transmissão da Fórmula 1 da emissora. Com as vitórias de Nelson Piquet, foi oficializada como a música usada sempre que um brasileiro vencia uma corrida.

Só com Ayrton Senna, porém, a música ganhou notoriedade e se tornou sinônimo do sucesso brasileiro na categoria. Hoje, é quase uma instituição nacional. Já foi usada até por torcidas de clubes de futebol para comemorar conquistas importantes.

Pressa com o carro

Apesar da empolgação com a estreia, na primeira temporada Bruno deve ficar bem longe do "Tema da Vitória" em 2010. Sua equipe, a Hispania, é mais atrasada entre as equipes do grid. O time estava quase fora da categoria há um mês. Encontrou investidores, confirmou presença, mas ainda não colocou o carro na pista.

Em comparação, as duas outras estreantes estão na frente: a Lótus colocou o carro na pista oito dias e rodou mais de dois mil quilômetros, enquanto a Virgin treinou 12 dias, mas fez apenas 1700km. “O time tem muita gente nova, mas o carro teve um progresso muito grande. Estou confiante que amanhã (sexta-feira) tudo esteja pronto. Meu carro está praticamente montado”, afirmou Bruno Senna.

PROGRAMAÇÃO DO GP

Sexta-feira
4h-5h30: 1º treino livre
8h-9h30: 2º treino livre
Sábado
5h-6h: 3º treino livre
8h-9h: treino oficial
Domingo
9h: GP do Bahrein, 49 voltas

Indefinição motivou busca de plano B

Nesta quinta-feira, Bruno Senna anunciou o patrocínio do banco Cruzeiro do Sul ao time. No evento, a mãe do piloto, Viviane Senna, admitiu que o piloto buscou alternativas caso o time não conseguisse dinheiro para correr no Bahrein. Teriam, inclusive, chegado convites de outras equipes para o piloto.

"Com as indefinições da Campos, começamos a pensar em um plano B. Recebemos, inclusive, propostas alternativas. Mas o que nós queríamos mesmo era tentar até o fim [com a Campos]. Até porque estamos olhando a longo prazo”, admitiu Viviane, sem confirmar ou negar o nome da equipe.

Segundo a imprensa europeia, ele foi cogitado na Toro Rosso, que estréia no GP do Bahrein, neste domingo, com o suíço Sebastien Buemi e com o espanhol Jaime Alguersuari.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!