UOL Esporte Fórmula 1
 
12/03/2010 - 07h55

Renault critica decisão da FIA sobre a asa da McLaren; Brawn fala em copiar

Do UOL Esporte
Em São Paulo

A Renault não ficou contente com a liberação da FIA em relação à asa traseira da McLaren e criticou a decisão da entidade. A federação avaliou o carro da equipe na quinta-feira e afirmou não ter encontrado irregularidades no pacote para a temporada de 2010, que tem início oficialmente neste domingo, no Bahrein.

A McLaren apresentou um conjunto em que a tampa do motor e a asa traseira poderiam dar um ganho de até 6 km/h em linha reta. Na pista, no entanto, o time não liderou: foi quinto e sexto, com o atual campeão Jenson Button e Lewis Hamilton, respectivamente.

“É fundamentalmente claro que o desenho da asa da McLaren é totalmente ilegal - e eles acharam uma brecha nos regulamentos”, disse o diretor da Renault Bob Bell, à BBC, nesta sexta-feira.

“Eles abriram mais uma disputa, que custará muito dinheiro para todas. O órgão regulamentador precisa ser mais forte contra estas coisas. É ridículo ver isto em uma era em que todos tentam economizar”, completou.

Apesar do protesto veemente, Bell não soube dizer se a própria Renault ou outras equipes consideram protestar contra a decisão. O diretor afirmou que analisará o caso apenas depois da etapa no Bahrein.

SOLUÇÃO É COPIAR

Para Ross Brawn, o chefe da Mercedes GP, de Schumacher, a solução no caso será copiar a inovação, como foi feito com o tão falado difusor duplo de 2009.

"Nós teremos de criar a nossa própria versão disso agora. Não está claro qual foi a situação, mas temos uma posição clara de como a FIA vai lidar com isso, então todos terão de seguir nesta direção."

Com a McLaren colocando os carros na pista no Bahrein, Brawn admitiu que já pôde estudar melhor como é a inovação para usá-la se achar necessário.


Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host