UOL Esporte Fórmula 1
 
REUTERS/David Gray

Desde sua prova de estreia na F-1 em 2002, Massa não costuma ter sorte em Melbourne

25/03/2010 - 07h01

Massa luta contra tabu para diminuir diferença para Alonso na Austrália

Guga Fakri
Em São Paulo

Após ser o segundo colocado na corrida de abertura da temporada no Bahrein, quando fechou a dobradinha da Ferrari atrás do vencedor Fernando Alonso, o brasileiro Felipe Massa terá de quebrar um tabu no GP da Austrália, neste final de semana, para diminuir a diferença para o companheiro de equipe na tabela de classificação do Mundial. Alonso tem 25 pontos, contra 18 do brasileiro.

Mesmo com Red Bull, McLaren e Mercedes na briga pela vitória, a Ferrari deve manter sua força e continuar figurando entre as primeiras colocações em Melbourne. Com isso, Massa e Alonso poderão permanecer na ponta da tabela mesmo se não vencerem.

Portanto, chegar na frente do espanhol em Melbourne pode significar até a liderança do campeonato para Massa, que de quebra evitaria que o espanhol abrisse vantagem na luta pelo posto de primeiro piloto da equipe italiana. Apesar de ainda não haver hierarquia entre os ferraristas, dificilmente a equipe manterá essa situação até o fim da temporada, que promete ser bastante equilibrada.

Mas para vencer o bicampeão este domingo, o brasileiro precisa mudar sua sorte em Melbourne. Massa terminou apenas duas das sete corridas que disputou lá: em 2005, com a Sauber, largou em 18º e chegou em 10º, último entre os que terminaram a prova; em 2007, com a Ferrari, teve problemas na classificação e largou em último, fechando a corrida em 6º e somando os únicos pontos de sua carreira em Albert Park.

OS 5 PRIMEIROS DA TABELA

Fernando Alonso (Ferrari) 25
Felipe Massa (Ferrari) 18
Lewis Hamilton (McLaren) 15
Sebastian Vettel (Red Bull) 12
Nico Rosberg (Mercedes) 10

Antes, Massa se envolveu em acidentes em 2002 (Sauber) e 2006 (Ferrari). Em 2004 (Sauber) e 2008 (Ferrari), foi o motor que o deixou a pé. No ano passado, largou em 6º, mas deixou a prova com problemas na suspensão de sua Ferrari. Sua melhor posição de largada foi um quarto lugar em 2008, ano em que foi vice-campeão mundial.

Seu atual companheiro de equipe, porém, tem um histórico respeitável na Austrália. Alonso completou todas as oito corridas que fez em Melbourne, conquistando um total de quatro pódios. Alonso nunca fez uma pole position naquela pista, mas chegou a largar em segundo em 2007.

O espanhol soma uma vitória em 2006 (Renault), um segundo lugar em 2007 (McLaren), dois terceiros em 2004 e 2005 (Renault), um quarto e um quinto lugares em 2008 e 2009, respectivamente – nestas ocasiões com um carro pouco competitivo da Renault –, e uma sétima posição em 2001, quando fez sua estreia na categoria com a Minardi.

A AGENDA EM MELBOURNE

1º treino livre: quinta, 22h30
2º treino livre: sexta, 02h30
3º treino livre: sábado, 00h00
Classificação: sábado, 03h00
Corrida: domingo, 03h00

Entre 1996 e 2009, o GP da Austrália só não abriu a temporada de 2006. Por isso, muitos pilotos do atual grid fizeram sua estreia na categoria naquela pista. Massa e Alonso não fogem a essa regra. Porém, ambos têm históricos bastante diferentes em Albert Park.

Mas, apesar de o histórico do brasileiro ser desfavorável em relação ao do espanhol, uma característica do GP da Austrália pode ser animadora para Massa: nas últimas três corridas em Melbourne, o pole position venceu. Massa é muito rápido na classificação, e largou na frente de Alonso no Bahrein. Portanto, repetir o feito no próximo sábado pode ser o primeiro passo para superar Alonso na tabela.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host