Topo

Fórmula 1

Webber faz a pole na Malásia e Ferrari é enganada pela chuva

REUTERS/Zainal Abd Halim
Mark Webber fez no GP da Malásia a sua segunda pole position da carreira Imagem: REUTERS/Zainal Abd Halim

Do UOL Esporte

Em São Paulo

03/04/2010 06h25

Quem confiou na meteorologia se deu mal no treino de classificação para o GP da Malásia. As duas Ferraris vão largar atrás dos carros da Lotus por causa do erro na estratégia e na previsão do tempo. Quem conseguiu tirar proveito da situação foi Mark Webber, que fez a Red Bull assegurar a pole pela terceira vez em três provas no ano. O australiano vai sair na frente na corrida que acontece às 5 horas (de Brasília) no domingo. O melhor brasileiro no grid é Rubens Barrichello, em sétimo lugar.

A Ferrari ficou esperando a chuva diminuir no começo do treino, mas a água só aumentou. Por isso, seus pilotos não conseguiram aproveitar a pista menos molhada e foram eliminados logo na primeira parte do treino. Alonso vai largar em 19º, e Massa em 21º. Na McLaren, Hamilton e Button também ficaram fora do grupo dos 16 primeiros do grid. Até a Lotus de Kovalainen e a Virgin de Glock vão sair na frente.

“Houve um erro de todo mundo. Na verdade, começou a chover antes, e a gente ficou olhando a chuva. Parou um pouco de chover, e era a hora certa de sair. A hora que a gente saiu também era certa, mas começou a chover forte de novo. A decisão partiu dos pilotos junto com os engenheiros, parte de todo mundo, e hoje a gente pensou igual”, esclareceu Massa em entrevista à TV Globo.

CONFIRA O GRID DE LARGADA

1. Mark Webber - Red Bull - 1min49s327
2. Nico Rosberg - Mercedes - 1min50s673
3. Sebastian Vettel - Red Bull - 1min50s789
4. Adrian Sutil - Force India - 1min50s914
5. Nico Hulkenberg - Williams - 1min51s001
6. Robert Kubica - Renault - 1min51s051
7. Rubens Barrichello - Williams - 1min51s511
8. Michael Schumacher - Mercedes - 1min51s717
9. Kamui Kobayashi - Sauber - 1min51s767
10. Vitantonio Liuzzi - Force India - 1min52s254
21. Felipe Massa - Ferrari - 1min53s283
23. Bruno Senna - Hispania - 1min57s269
24. Lucas di Grassi - Virgin - 1min59s977

A Red Bull não ficou esperando a chuva passar e foi para a disputa da pole já como a favorita. Se todos apostavam em Vettel, Webber foi mais ousado e correu com pneus intermediários, enquanto todos os outros usaram compostos para chuva pesada. Assim, o australiano colocou mais de um segundo em cima do segundo colocado Nico Rosberg, e seu companheiro alemão ficou em terceiro.

Na Williams, Nico Hulkenberg assegurou a melhor posição de largada da equipe na temporada ao ficar em quinto lugar. Rubens Barrichello vai largar em sétimo, ainda atrás de Robert Kubica, mas à frente de Michael Schumacher.

O treino

Não foi por falta de aviso. O GP da Malásia tem sido afetado pela típica chuva tropical que “lava” o país justamente no horário em que a Fórmula 1 acontece para ser transmitida no horário nobre europeu, e todos sabiam da imprevisibilidade do clima por lá. No ano passado, choveu que a prova acabou antes e valeu só metade dos pontos.

Já caía água antes do treino, mas os engenheiros recebiam a informação de que a tendência era começar a parar de chover. Mas, nos primeiros minutos, Ferrari e McLaren esperaram nos boxes. Começou a chover mais forte, e os outros times começaram a se apressar. Enquanto isso, Bruno Senna já perdia o controle do carro e mandava sua Hispania para a brita. Di Grassi teve problemas, saiu dos boxes muito tarde e vai largar em último.

A chuva ficou ainda mais forte e Lewis Hamilton também escorregou, mas foi Button que saiu da pista de vez, acompanhado por Petrov. O fim da primeira fase do treino se aproximava, e os carros da Ferrari ainda não tinham marcado tempo. Os engenheiros confiaram na previsão da meteorologia e acharam que a chuva iria diminuir.

Faltando poucos minutos para o final da primeira parte do treino, Ferrari e McLaren partiam para uma tentativa desesperada de entrar no grupo dos pilotos que avançaram para o Q2. Era um festival de rodadas, especialmente de Alonso e Hamilton. Massa também saiu da pista e perdeu sua chance. Desistiu e foi para os boxes com a 21ª posição no grid.

Assim como ele, Lewis Hamilton e Fernando Alonso também ficaram entre os sete eliminados logo no Q1. O inglês larga em 20º, e o espanhol em 19º. Jenson Button conseguiu ficar entre os mais rápidos, mas forçou muito o carro e não voltou para a pista. O vencedor da última prova vai sair da 17ª posição, atrás da Virgin de Timo Glock.

ENTENDA O TREINO

Os treinos classificatórios da F-1 estão divididos em três partes. A diferença em 2010 é no número de carros, que passou de 20 a 24. Agora são sete eliminados após os 15 minutos do Q1. O mesmo número de carros mais lentos fica fora após o Q2, sendo que o Q3 leva os dez mais velozes para a decisão das primeiras colocações da prova de domingo, em uma sessão de apenas dez minutos, quando os tempos estão zerados.

Na segunda parte do treino, a bola da vez foi Michael Schumacher. O alemão conseguiu somente no final do treino a décima e última vaga entre os que lutaria pela pole. Lá na frente, Vettel achou o acerto de sua Red Bull na chuva e liderou, seguido por Kubica.

A disputa pela pole position começou já nos boxes, com Kubica furando a fila para ser o primeiro a entrar na pista e evitar a água na sua cara. Mas não adiantou muito, porque após dois minutos a sessão foi interrompida pela falta de condições na pista alagada.

Na volta à pista, os carros da Force India se adiantaram para sair na frente. Mas não deu para segurar a Red Bull, que voltou a fazer a pole position e manteve 100% nos treinos classificatórios da temporada.

O australiano apostou em pneus intermediários e teve mais de um segundo de vantagem sobre Nico Rosberg, que voltou a superar Michael Schumacher na Mercedes e vai largar em segundo. Sebastian Vettel, também da Red Bull, sai em terceiro.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!