UOL Esporte Fórmula 1
 
 EFE/Ahmad Yusni

Todas as equipes devem apresentar novidades para seus carros em Barcelona

06/05/2010 - 07h01

Evoluções nos carros podem criar nova ordem de forças na F-1 em Barcelona

Guga Fakri
Em São Paulo

Além de dar início a temporada europeia do calendário da Fórmula 1, o GP da Espanha também marca o primeiro momento em que as equipes conseguem implementar um grande pacote de novidades em seus carros, especialmente na parte aerodinâmica. Com isso, o final de semana em Barcelona pode apontar uma nova distribuição de forças no grid.

Até o momento, a Red Bull mostrou ter o carro mais veloz do campeonato. O RB6 de Sebastian Vettel e Mark Webber cravou a pole position nas quatro corridas disputadas. Sem terminar a tempo sua versão para o revolucionário duto de ar criado originalmente pela McLaren, o time austríaco terá outras evoluções aerodinâmicas na Catalunha, como novas asas dianteira e traseira.

Vice-líder entre os construtores, a Ferrari já vai testar sua versão para o duto de ar. Mas o time italiano apresenta uma evolução ainda mais importante: a FIA permitiu que a equipe fizesse as modificações necessárias para resolver os problemas de confiabilidade de seu motor, e os F10 de Fernando Alonso e Felipe Massa já estarão equipados com os propulsores atualizados.

Líder entre as equipes e os pilotos, com Jenson Button, a McLaren não divulgou quais serão as principais melhorias no MP4-25. Mas o engenheiro chefe da equipe, Tim Gross, acredita que o time inglês continuará diminuindo a diferença para a Red Bull. “Com certeza nós diminuímos a diferença. Nós demos um passo à frente, mas outros times como Red Bull e Mercedes estão fazendo mudanças significativas”, falou Gross.

AGENDA DO GP DA ESPANHA

1º treino livre Sexta, 5h (SporTV)
2º treino livre Sexta, 9h (SporTV)
3º treino livre Sábado, 6h
Classificação Sábado, 9h (Globo)
Corrida Domingo, 9h (Globo)

A Mercedes terá grandes mudanças no chassi, e é o time de ponta que criou mais expectativa sobre as evoluções para Barcelona. O “novo” carro da equipe alemã deve sair mais de traseira, característica que se adapta melhor ao estilo de pilotagem de sua maior estrela, Michael Schumacher. O heptacampeão não teve um bom desempenho no início de sua temporada de retorno à F-1, e ocupa a décima colocação, com dez pontos.

A Virgin também terá um novo chassi este fim de semana. Porém, prejudicada por um atraso na programação causado pelo caos aéreo europeu, somente Timo Glock terá um carro equipado com o pacote completo. O brasileiro Lucas di Grassi terá de esperar pela corrida na Turquia, depois da prova em Mônaco, para ter seu carro totalmente atualizado.

Outra novata que promete grandes melhorias na Espanha é a Lotus. A equipe espera um ganho em torno de 1s5 em seu tempo de volta com as evoluções preparadas para a prova. Só com a nova asa dianteira, o diretor técnico Mike Gascoyne espera ganhar meio segundo por volta.

Porém, a previsão do tempo é, mais uma vez, de chuva para o GP. Se a corrida for disputada com pista molhada, talvez só seja possível analisar a nova ordem da F-1 na sequência do calendário, em Mônaco e na Turquia, já que a água gera alternativas de estratégia que não dependem tanto da velocidade do carro, mas sim de tomar a decisão certa na hora certa, como fez Jenson Button nas suas duas vitórias na temporada, na Austrália e na China.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host