UOL Esporte Fórmula 1
 
27/05/2010 - 09h02

Imigrantes ilegais entram na Inglaterra em caminhão da F-1

Tatiana Cunha
Da Folhapress
Em Istambul (Turquia)

Mesmo sem querer, Bernie Ecclestone acabou ajudando cinco imigrantes a entrarem ilegalmente na Inglaterra no final de semana passado. O grupo foi preso depois de viajar desde a França escondido em um caminhão usado pela FOM, a Formula One Management, empresa de Ecclestone, 79, que detém os direitos de comercialização da F-1 em todo o mundo.

Os imigrantes foram encontrados no aeroporto de Biggin Hill, na Inglaterra, pelos motoristas dos caminhões que levavam os equipamentos de TV utilizados no GP de Mônaco, no dia 16. Depois de encontradas, as cinco pessoas foram levadas pela polícia ao departamento de imigração inglês.

A polícia não deu detalhes sobre os imigrantes, mas acredita-se que eles sejam da Eritreia, no norte da África -estima-se que pelo menos 725 mil imigrantes vivam ilegalmente no Reino Unido. De acordo com a FOM, o grupo subiu no caminhão durante uma parada em Calais, na França, antes de atravessar o canal da Mancha.

Eles estavam escondidos na parte de trás do veículo, que estava trancada, o que, de acordo com a empresa, é um sinal de que eles teriam sido ajudados por alguém. A FOM afirmou ainda que os caminhões passaram por duas fiscalizações de autoridades na fronteira e os imigrantes não foram encontrados. Nem mesmo um sistema para detectar gás carbônico descobriu os ilegais.

‘Viajamos pelo continente há vários anos. E esta é a primeira vez que temos um problema como este’’, afirmou a FOM em um comunicado.

A polícia não divulgou a identidade dos acusados. Apenas afirmou que o pedido de asilo que eles fizeram está sendo analisado e que eles devem ser processados. Bernie Ecclestone, chefe da F-1, cuja fortuna está avaliada em aproximadamente R$ 3 bilhões, não se pronunciou nesta quarta-feira sobre o caso.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host