UOL Esporte Fórmula 1
 
04/06/2010 - 10h00

Possibilidade de guerra ameaça realização do GP da Coreia do Sul

Das agências internacionais
Em Seul (Coreia do Sul)

A incerteza sobre a realização do GP da Coreia do Sul aumentou. Após rumores de que o circuito não ficaria pronto a tempo para a prova, marcada para 24 de outubro, outro fator coloca em dúvida a realização da primeira corrida da categoria no país: a possibilidade de uma guerra.

A tensão política entre a Coreia do Sul e a do Norte piorou nas últimas semanas. Os sul-coreanos acusaram os vizinhos de afundar um de seus navios de guerra, que causou a morte de 46 marinheiros. Os norte-coreanos negaram qualquer envolvimento no caso e ameaçou declarar guerra.

“Se houver guerra, não haverá corrida, obviamente”, disse Bernie Ecclestone, dono dos direitos comerciais da F-1, em entrevista concedida na Turquia.

De acordo com o jornal finlandês Turun Sanomat, a instável situação política na Coreia do Sul já teria afetado o ritmo de construção do circuito, com 5,62km de extensão.

Caso o GP da Coreia seja cancelado, haverá um intervalo de quatro semanas entre o GP do Japão (10 de outubro) e o GP do Brasil (7 de novembro).

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host