UOL Esporte Fórmula 1
 
04/06/2010 - 09h41

Schumacher admite que Mercedes "não está no topo" para o GP do Canadá

Das agências internacionais
Em Berlim (Alemanha)

Michael Schumacher reconheceu que a Mercedes precisará trabalhar pesado para se dar bem no GP do Canadá, a próxima etapa do Mundial de Fórmula 1, no dia 13. O piloto alemão admitiu que os carros da escuderia não estão totalmente preparados para as características do circuito Gilles Villeneuve.

Schumacher destacou que a Mercedes terá trabalho extra para acertar o carro para esta corrida. “O circuito Gilles Villeneuve é todo de alta velocidade e trabalharemos duro em cima disso, especialmente por sabermos que não estamos no topo nesta área. No entanto, tenho certeza de que obteremos o melhor de nosso pacote”, afirmou.

Ele ainda revelou que pretende aproveitar a passagem pelo país para relaxar. “Definitivamente, o Canadá é um dos lugares do calendário da Fórmula 1 que todos gostam de visitar, e eu me incluo nisso, claro. Tive bons fins de semana em Montréal. Combinarei esta viagem com alguns dias de folga”, disse o piloto alemão.

Companheiro de Schumi na Mercedes, Nico Rosberg confia na evolução do carro para fazer uma boa corrida. “O circuito é tecnicamente desafiador e divertido para pilotar, com uma reta muito longa combinada com curvas curtas e lentas. Nosso motor certamente será uma grande ajuda na reta principal. Teremos mais algumas melhorias para o fim de semana. Como as características do circuito são diferentes das da prova na Turquia, vou com esperanças elevadas”, comentou.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host