UOL Esporte Fórmula 1
 
11/06/2010 - 07h44

Webber assegura que liderança 'não é fruto de sorte'

Das agências internacionais
Em Roma (ITA)

O veterano Mark Webber já era dado como um piloto que pouco poderia acrescentar à Fórmula 1. Já aos 33 anos, tem como parceiro a revelação Sebastian Vettel, mas nesta temporada assumiu a liderança do Mundial e provou seu valor. Para o australiano, não foi um “golpe de sorte”.

“Se Vettel fosse o líder, ninguém o perguntaria se está surpreso. Mas não tirei estes pontos do nada. Eu os conquistei”, disse Mark Webber. Ele é o líder do Mundial, seguido pelas McLarens de Jenson Button e Lewis Hamilton, e defende o posto a partir desta sexta-feira, no GP do Canadá.

“Cada piloto sobrevive à sua maneira na F-1. Eu passei por momentos críticos, não vencia nunca. Mas depois que consegui, fui capaz de seguir adiante. É como se tivesse duas carreiras. Estou na segunda, recuperando o que faltou na primeira”, explicou, ao Corriere della Sera.

Webber segue sendo questionado sobre o acidente na Turquia e diz que a relação dentro da Red Bull não mudou. Ele disputava posição com Vettel e uma batida entre eles tirou o alemão da prova. O australiano seguiu na pista e com a terceira colocação se manteve no topo da tabela.

Mark Webber esta semana renovou seu contrato com a Red Bull e seguirá ao lado de Vettel por mais um ano.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host