UOL Esporte Fórmula 1
 
Fred Dufour/AFP

Webber cumprimenta Vettel em Silverstone; australiano cutucou o 'rival' após vitória

11/07/2010 - 17h55

Red Bull ratifica tratamento equivalente aos pilotos e dá recado a Webber

Do UOL Esporte
Em São Paulo

A Red Bull entrou em cena para tentar apaziguar a rivalidade criada recentemente entre Mark Webber e Sebastian Vettel. O chefe da equipe, Christian Horner, garantiu neste domingo, após o GP da Inglaterra, que ambos os pilotos são tratados da mesma forma e que Webber “sabe disso melhor do que ninguém”.

WEBBER VENCE E ALFINETA A RED BULL

  • AP

    O australiano Mark Webber se viu em mais um duelo interno da Red Bull e levou a melhor neste domingo, no GP da Inglaterra. O piloto largou na segunda colocação e, logo na saída, travou disputa apertada com o companheiro Sebastian Vettel, que acabou caindo para último com um pneu furado. Ao fim da prova, Webber ficou com a vitória e alfinetou o rival pelo rádio: "nada mal para um 2º piloto".

O australiano ficou desapontado depois que a equipe deu uma asa nova para o alemão, que ajudaria no seu rendimento, e chegou a afirmar que “não renovaria o contrato se soubesse que ele [Vettel] é preferido”.

“Mark Webber pilota para essa equipe há quatro temporadas. Ele sabe a profundidade da paixão e a profundidade do comprometimento que, como uma equipe independente, nós trabalhamos para colocar os dois carros na frente do grid. Mark sabe disso melhor do que qualquer um”, afirmou Horner.

“Com certeza nós falaremos sobre isso. Se o ar precisa ser limpo, será limpo. Mas ele conhece isso há tempo suficiente para saber que, como um esportista, decisões difíceis precisam ser tomadas”, afirmou o chefe da Red Bull. Em seguida, Horner afirmou não ter se arrependido da decisão de dar uma nova asa para Vettel.

“Não [me arrependo], porque nós somos um time. Nós estamos trabalhando tão forte justamente para fazer os carros mais rápidos que podemos. Às vezes, algumas decisões precisam ser tomadas”, voltou a repetir Horner. O chefe da Red Bull admitiu que na próxima corrida a equipe pode agir diferente, já que Webber ultrapassou Vettel na classificação (128 a 121).

“Nós nos vimos em uma situação que não queríamos ficar com uma asa só, então tivemos que agir rapidamente. Para qualquer lado que a decisão fosse tomada, um lado iria ficar insatisfeito. Tivemos que aplicar essa lógica, e vamos permanecer com ela na próxima corrida se estivermos na mesma situação”, justificou.

Em seguida, Christian Horner falou sobre os comentários de Mark Webber em relação a não assinar o contrato. “Bem, Mark não assinou o contrato como piloto número 2. Ele sabe o quanto temos feito para apoiá-lo. Não tenho dúvidas que quando ele parar para refletir sobre isso – sim, lições podem ser aprendidas”, completou.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host