UOL Esporte Fórmula 1
 
23/08/2010 - 07h01

Ferrari pode ir à Justiça civil contra a FIA, caso seja punida no Conselho

Do UOL Esporte
Em São Paulo
  • Fernando Alonso e Felipe Massa andam nos boxes do GP da Alemanha, palco da polêmica entre eles

    Fernando Alonso e Felipe Massa andam nos boxes do GP da Alemanha, palco da polêmica entre eles

A Ferrari pode usar uma tática semelhante à do ex-chefe da Renault Flavio Briatore para se safar de punições na polêmica que envolveu Fernando Alonso e Felipe Massa no GP da Alemanha. O time estuda entrar na Justiça civil caso seja prejudicado pelas decisões do Conselho da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) que será realizado no próximo mês.

O ex-presidente da entidade Max Mosley disse domingo que os dois carros e os dois pilotos deveriam perder os pontos devido à troca de posição ordenada pela escuderia italiana, que fez Massa ceder a liderança a Fernando Alonso, que venceu a etapa alemã.

Segundo o jornal La Gazzetta dello Sport, se isso acontecer, a Ferrari já está preparada para tentar reverter a situação em uma corte civil. É o mesmo que fez Flavio Briatore, que havia sido banido da Fórmula 1 mas conseguiu diminuir sua pena para uma suspensão. Em seu caso, o ex-chefe da Renault ordenou a Nelsinho Piquet que batesse propositalmente para ajudar Fernando Alonso em prova de 2008.

O time de Maranello não comenta a possibilidade de tomar este tipo de ação. O conselho ouvirá as partes envolvidas no dia 8 de setembro.

“Nesta situação, o melhor é respeitar e confiar no alto nível da entidade que governa o esporte”, diz a Ferrari.

Segundo o diário italiano, a Ferrari pretende basear sua defesa no fato de não ter dado ordem de equipe, mas apenas ter avisado a Massa sua situação. No rádio da equipe, o brasileiro foi informado enfaticamente de que Alonso era mais veloz naquele momento. A escuderia também deve defender a possibilidade de os times darem ordens aos seus pilotos neste tipo de situação.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host