Topo

Fórmula 1


Hulkenberg surpreende em Interlagos e crava pole para a Williams após 5 anos

Reuters
Nico Hulkenberg conquista a pole position para o GP do Brasil, em Interlagos Imagem: Reuters

Do UOL Esporte

Em São Paulo

06/11/2010 15h02

Novato na temporada pela equipe Williams e cotado para deixar o time ao final da temporada e ceder seu lugar ao venezuelano Pastor Maldonado, o alemão Nico Hulkenberg surpreendeu a todos no treino de classificação para o Grande Prêmio do Brasil e garantiu a pole position ao cravar 1min14s470, quebrando uma série de cinco anos sem a Williams na primeira posição do grid.

CONFIRA OS MELHORES PILOTOS DO GRID

PilotoTempo
1º Nico Hulkenberg (ALE)1min14s470
2º Sebastian Vettel (ALE)1min15s519
3º Mark Webber (AUS)1min15s637
4º Lewis Hamilton (ING)1min15s747
5º Fernando Alonso (ESP)1min15s989
6º Rubens Barrichello (BRA)1min16s203
7º Robert Kubica (POL)1min16s552
8º Michael Schumacher (ALE)1min16s925
9º Felipe Massa (BRA)1min17s101
10º Vitaly Petrov (RUS)1min17s656
21º Lucas Di Grassi (BRA)1min22s810
24º Bruno Senna (BRA)1min23s796

“Estou muito emocionado. Eu nem sei o que falar, ainda estou tremendo pela sensação. Foi um grande feito para mim, espero ter mais bons resultados por muitos anos na Fórmula 1”, afirmou Nico Hulkenberg após o treino classificatório.

Favoritos à pole position, os pilotos da Red Bull não conseguiram superar no final o tempo do jovem piloto alemão, mas fecharam o treino de classificação à frente do líder da temporada, Fernando Alonso. Sebastian Vettel conseguiu a segunda posição ao fazer o tempo de 1min15s519, seguido de Webber, que cravou 1min15s637.

Fernando Alonso ficou na quinta colocação com o tempo de 1min15s989, sendo superado pelo inglês Lewis Hamilton no grid. Entre os pilotos brasileiros, Rubens Barrichello foi o melhor e fechou a sessão de classificação em sexto lugar com 1min16s203, enquanto Felipe Massa foi apenas o nono com 1min17s101.

O treino classificatório

A pista molhada no autódromo de Interlagos causou alternância na liderança durante o Q1 com os pilotos ainda tentando se adaptar às condições. Ainda no começo da sessão, o carro do italiano Vitantonio Liuzzi chegou a balançar e quase causou um acidente com o de seu companheiro Adrian Sutil.

A principal surpresa na primeira parte do treino foi a dupla da Williams, que andou sempre na frente com Nico Hulkenberg e Rubens Barrichello. E o polonês Robert Kubica, que já havia sido o melhor na última sessão livre, durante a manhã, se colocou na terceira posição, atrás apenas dos carros da Red Bull.

OPINIÃO DOS ESPECIALISTAS

"Não foi na sorte. Não foi no acaso. Foi na habilidade. Com direito a um show na pista"
"Minha dúvida é Lewis Hamilton, ele pode ser o fiel da luta entre Red Bull e Ferrari"

Sobrinho do tricampeão mundial Ayrton Senna, Bruno Senna teve problemas com o carro da Hispania e fechou a primeira parte do treino na última posição, que será sua colocação de largada na corrida. Lucas Di Grassi também não conseguiu superar seu companheiro de equipe de Virgin e ficou em 22º, subindo para 21º com a punição dada a Adrian Sutil devido a manobra no GP da Coreia do Sul.

Com o bom acerto do carro da Williams para pista molhada, Barrichello voltou a andar bem na segunda parte do treino e se colocou entre os primeiros colocados. O brasileiro chegou a dar uma escapada da pista, mas não teve problemas para se garantir no Q3.

Já o também brasileiro Felipe Massa passou com dificuldades para a última parte da sessão ao conseguir seu tempo com volta iniciada nos últimos instantes para entrar na décima posição e deixar o inglês Jenson Button fora dos dez melhores carros do grid de largada.

A chuva parou e o Q3 começou a ser disputado já com a pista começando a secar. Os brasileiros não conseguiram bons tempos no início, enquanto o heptacampeão Michael Schumacher voltou a andar bem e chegou a se colocar na segunda colocação. Faltando cinco minutos, todos os pilotos foram para os boxes e trocaram os pneus intermediários pelos slicks.