Topo

Fórmula 1


Diretor e cofundador da Williams, Patrick Head deixa a Fórmula 1 após 34 anos

Peter Fox/Getty Images
Cofundador da Williams, Patrick Head deixa a escuderia e a Fórmula 1 após 34 anos de trabalho Imagem: Peter Fox/Getty Images

Das agências internacionais

Em Londres (ING)

31/12/2011 10h04

A Williams confirmou neste sábado que o cofundador e até então diretor de engenharia da equipe, Patrick Head, está oficialmente deixando a escuderia e a Fórmula 1 após 34 anos de trabalho. A partir de agora, ele apenas fará parte do comitê diretivo da Williams Hybrid Power, uma subsidiária da escuderia que desenvolve tecnologia de volantes e comandos para ônibus e trens.

“Patrick e eu temos uma parceria há 34 anos. Durante esse tempo, ele foi líder da equipe técnica que venceu a maioria das corridas e dos campeonatos”, exaltou Frank Williams, dono da Williams, em comunicado oficial. “Ele deixa um legado memorável, que jamais será esquecido. Vou sentir muita falta dele, assim como outros colegas também sentirão, e ele sempre serão benvindo em Grove [região onde está localizada a sede do time]”.

Como diretor de engenharia da Williams, Patrick Head participou de 113 vitórias, nove títulos de construtores e outros sete de pilotos entre 1980 e 1997. A equipe não sobe ao lugar mais alto do pódio, porém, desde 2004.

Em novembro, durante o final de semana do GP Brasil, o próprio dirigente já havia adiantado que seu período na F1 estava próximo do fim, apesar de a Williams viver em 2011 seu pior ano na categoria, com apenas cinco pontos conquistados em 19 corridas e somente o nono lugar geral no Mundial de construtores.

“É claro que eu nunca quis encerrar os meus trabalhos na Fórmula 1 em uma temporada como essa, mas quando eu penso no que eu posso fazer para ajudar Mike Coughlan (diretor técnico), Mark Gillan (chefe de operações) e Jason Somerville (chefe de aerodinâmica), eu chego à conclusão de que realmente não é o suficiente para que eu continue fazendo a mesma coisa”, disse Head, àquela época, à Reuters.