Topo

Fórmula 1


Piloto espanhola perde o olho direito, informa equipe de Fórmula 1

Reprodução
Maria de Villota sofreu grave acidente durante testes aerodinâmicos na Ingleterra Imagem: Reprodução

Das agências internacionais

Em Madrid

04/07/2012 12h19

A piloto espanhola Maria de Villota, que sofreu um grave acidente na última terça-feira durante um treino na pista do aeroporto de Duxford, perdeu o olho direito após uma longa operação realizada em um hospital de Cambridge, informou a equipe de Fórmula 1 Marussia. Villota é piloto de testes da escuderia e realizava testes aerodinâmicos. Segundo a equipe seu estado é grave porém estável.

"Com o consentimento e apoio da família de Maria, informamos com grande tristeza que a piloto madrilenha, de 32 anos, perdeu o olho direito durante a intervenção cirúrgica a qual foi submetida. Estamos agradecidos pela atenção médica que Maria está recebendo e sua família deseja  agradecer em especial à equipe de neurologia e cirurgia plástica", disse John Booth, chefe da equipe de Fórmula 1.

"Os cuidados com Maria e o bem-estar de sua família seguem sendo nossa prioridade. Sua família está no hospital e estamos fazendo todo o possível para apoiá-la. Pedimos paciência e compreensão quanto às atualizações sobre o estado de saúde de Maria. Informaremos no momento apropriado e somente se tivermos aprovação da família".

Villota realizava um teste de aerodinâmica da equipe russa na pista de aeroporto de Duxford. De acordo com relatos dos presentes, a espanhola não conseguiu desviar e bateu fortemente contra um caminhão que estava parado na pista. Apesar das graves feridas no rosto e cabeça, ela chegou a recuperar a consciência e conversar com seus pais. Mas no fim da tarde de terça-feira precisou passar por uma longa intervenção cirúrgica no crânio.

Maria é filha do ex-piloto Emilio de Villota, que participou da categoria nos anos 80. Na carreira, disputou provas na Fórmula 3 espanhola, 24 horas de Daytona, Euroseries e Fórmula Superliga. Em agosto de 2011, realizou os primeiros testes na Fórmula 1 pela equipe Renault, tendo sido confirmada em março de 2012 como piloto de testes da Marussia.