Topo

Fórmula 1


Equipe americana da F-1 anuncia nome oficial para temporada de estreia

Getty Images
A partir de 2016, Gene Haas (foto) comandará a Haas F1 Team Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

02/09/2014 17h52

O empresário americano Gene Haas anunciou nesta terça-feira o nome que sua equipe terá na temporada 2016 da Fórmula 1, quando estreará: Haas F1 Team.

A equipe, que vinha sendo chamada provisoriamente de Haas Formula, também lançou seu site oficial e sua página para fãs no Facebook.

O próprio Gene Haas explicou que o novo nome tende a facilitar o vínculo entre o nome da equipe e sua área de atuação.

“Quando você escuta ‘F-1’, você sabe exatamente do que se trata – uma categoria global que expõe o que há de mais novo em tecnologia e atrai os melhores talentos em engenharia e design”, explicou o dirigente.

O próprio Haas já admitiu que negocia com pilotos americanos que possam ocupar uma vaga de titular em 2016. Alexander Rossi, Danica Patrick e Conor Daly são cotados. O outro piloto deve ser um nome mais experiente, possivelmente ocupando uma vaga no grid atual.

Primeira equipe dos EUA em quase 30 anos

A Fórmula 1 não conta com uma equipe americana desde o fim da temporada 1986. Naquela ocasião, a categoria contou com a equipe Haas – que, apesar do nome, não tem qualquer ligação com a equipe que estreará em 2016.

Liderada por Carl Haas (um dos proprietários da equipe Newman-Haas nos EUA) e Teddy Mayer (ex-McLaren), a Haas da década de 80 ficou conhecida também como Beatrice (em virtude de seu patrocinador principal) e Haas Lola (graças à associação de Carl Haas com a fabricante britânica de carros de corrida).

Aquela Haas disputou apenas duas temporadas da F-1, 1985 e 1986, tendo como pilotos o australiano Alan Jones, o francês Patrick Tambay e o norte-americano Eddie Cheever. Em seu principal momento, conquistou pontos com os dois carros no GP da Áustria de 1986 – Jones foi o quarto, seguido por Tambay.

No final daquele ano, com a saída da Beatrice, a Haas fechou as portas. Carl Haas se dedicou às suas equipes em diferentes categorias nos EUA.

Curiosamente, Gene Haas - sem parentesco com Carl Haas - também mantém equipes em diferentes categorias. Além de colocar a Haas F1 Team no grid a partir de 2016, é um dos sócios da Stewart-Haas na Nascar.