Topo

Fórmula 1


Organizadores do GP da Alemanha desistem de realizar corrida em 2015

AFP PHOTO / PATRIK STOLLARZ
Prova na Alemanha chamou a atenção pelo baixo público ano passado Imagem: AFP PHOTO / PATRIK STOLLARZ

Do UOL, em São Paulo

17/03/2015 12h03

Depois do chefão da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, admitir que o GP da Alemanha estava “morto”, os organizadores da prova reconheceram que desistiram de realizar a prova nesta temporada.

“Não temos mais esperança de que a Fórmula 1 ocorra aqui”, disse Georg Seiler, chefe do circuito de Hockenheim, ao Bild. “Fizemos tudo o que podíamos nos últimos dias para fazer com que os fãs ficassem felizes. Mas o tempo se esgotou para fazermos uma corrida aqui. Caso contrário, a qualidade do evento sofreria.”

Outro problema apontado por Seiler é o temor de que a confirmação tardia da prova poderia prejudicar a venda de ingressos. A prova seria realizada dia 19 de julho. Porém, o baixo número de espectadores da corrida no ano passado chamou a atenção dos organizadores.

Desde 2006, o GP da Alemanha tem um revezamento entre Nurburgring e Hockenheim. Em 2015, a prova deveria ser realizada em Nurburgring, mas o circuito não tem condições financeiras de receber a categoria. A salvação do GP da Alemanha, então, ficou por conta de Hockenheim, mas isso não foi possível.

É importante que a confirmação oficial do cancelamento seja feita o mais cedo possível. O regulamento da Fórmula 1 prevê que, se uma prova for cancelada menos de três meses antes de sua realização, o circuito não poderá receber nenhuma etapa no ano seguinte. Nesse caso, o GP da Alemanha só retornaria ao calendário em 2017.