Topo

Fórmula 1

Hamilton se envolve em 2ª 'polêmica do champanhe' de 2015. Agora com Putin

AFP PHOTO / ANDREJ ISAKOVIC
Imagem: AFP PHOTO / ANDREJ ISAKOVIC

Do UOL, em São Paulo

13/10/2015 12h49


O líder do campeonato da Fórmula 1, Lewis Hamilton, se viu envolvido na segunda polêmica do ano nas cerimônias de premiação depois de ter sido ‘acusado’ de ter jogado champanhe no presidente russo Vladimir Putin, após a vitória no GP da Rússia no último domingo.

O protocolo correto em premiações nas quais há autoridades importantes no pódio é esperar que eles saiam, mas fotos mostram Hamilton estourando o champanhe quando Putin, que lhe entregou o troféu de vencedor, ainda estava perto.

Para o inglês, contudo, foi só um ângulo ruim. “Eu não joguei champanhe nele”, garantiu. “Acho que é só uma foto estranha mas não joguei. Eu definitivamente não quero que nada de ruim aconteça”.

Essa não é a primeira polêmica envolvendo Hamilton e as cerimônias de premiação. No GP da China, o inglês foi chamado de machista na imprensa depois de ter jogado champanhe em uma grid girl durante sua celebração. A própria chinesa veio a público dizer que não via problema na brincadeira e encerrou o caso.

Hamilton está prestes a se sagrar tricampeão da Fórmula 1. O inglês só precisa marcar nove pontos a mais que Sebastian Vettel e dois a mais que Nico Rosberg na próxima etapa, nos Estados Unidos, dia 25 de outubro, para selar a conquista com três provas de antecedência.