Topo

Fórmula 1

Ex-chefe de Alonso diz que Renault quer tirar espanhol da McLaren

TMWolf
Espanhol pode ter terceira passagem pela Renault, segundo Giancarlo Minardi Imagem: TMWolf

Do UOL, em São Paulo

01/01/2016 09h06

A Renault volta à Fórmula 1 com equipe própria em 2016, mas sua principal novidade poderá chegar apenas em 2017: Fernando Alonso. Pelo menos, é o que informa Giancarlo Minardi, ex-proprietário da equipe Minardi.

A Renault tem contrato com Pastor Maldonado e Jolyon Palmer para a próxima temporada. No entanto, segundo Minardi, o time francês tenta romper o contrato de Alonso com a McLaren (de três anos) para tentar brigar por vitórias na categoria máxima do automobilismo mundial.

“Com a compra da Lotus e seu retorno como fabricante, os franceses têm todos os incentivos para serem fortes em cada departamente. (Agora) estão buscando os melhores recursos humanos, melhores técnicos e melhores pilotos”, diz Minardi, que vai além.

“O presidente (da Renault, Carlos) Ghosn está trabalhando para romper o contrato de Fernando Alonso com a Honda. Para o espanhol, seria sua terceira vez em Enstone, e estou certo de que, apesar das últimas informações, Pastor Maldonado e Jolyon Palmer não poder dormir tranquilos”, completou.

Na nota, a vaga de Palmer correria mais risco, uma vez que Maldonado oferece o dinheiro da petrolífera PDVSA como patrocínio. Giancarlo Minardi ainda aponta Alain Prost como possível diretor da Renault na volta à Fórmula 1.

Alonso estreou na Fórmula 1 em 2001, justamente pela Minardi – que, na época, havia sido vendida por Giancarlo Minardi para o australiano Paul Stoddart. Nos anos seguintes, correu pela Renault em dois períodos: entre 2003 e 2006 (inclusive com dois títulos mundiais) e 2008 a 2009.

A possível contratação, no entanto, esbarra no desejo de Alonso de permanecer na McLaren. Em 2015, o próprio espanhol, que completa 35 anos em 2016, afirmou que pretende se aposentar na escuderia inglesa.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!