Fórmula 1

Dono de nova equipe da Fórmula 1 ficou na cadeia por mais de um ano nos EUA

Jared C. Tilton/Getty Images
Imagem: Jared C. Tilton/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em São Paulo

16/01/2016 06h00

Depois de seis anos, a Fórmula 1 terá uma nova equipe estreando no grid nesta temporada. A Haas, tradicional no automobilismo norte-americano, confirmou sua entrada na categoria ainda em 2014 e teve bastante tempo para se preparar, prometendo fazer mais do que apenas o papel de coadjuvante.

Mas a trajetória do time e de seu proprietário, Gene Haas, nem sempre foi tão promissora. O norte-americano chegou a ficar preso por 16 meses por evasão de divisas entre 2007 e 2008. A defesa do empresário alegou que Haas foi mal assessorado por contadores, mas, ainda assim, o dirigente teve de devolver mais de 70 milhões de dólares aos cofres públicos.

O crime foi cometido entre 2000 e 2001, quando Haas já era uma figura proeminente no automobilismo dos Estados Unidos. Sua história profissional começou na área da automação, prestando serviços para as indústrias aeroespacial e de eletrônica na década de 1980. Até hoje, a Haas Automation é uma das maiores fábricas de máquinas do país.

Foi justamente esta empresa que ligou Gene Haas ao setor automobilístico, uma vez que suas clientes incluíam a Chrysler, Ford e General Motors. O empreendedor, além de dono, sempre comandou o departamento de engenharia, liderando a grande maioria dos projetos de novos desenhos para as máquinas.

Em 2002, Haas fundou sua equipe na NASCAR, a Haas CNC Racing, time que não tem qualquer relação com a famosa Newman-Haas, que fez sucesso na Fórmula Indy e é de propriedade de Carl Haas. Foram anos de dificuldade até uma fusão criar o Stewart-Haas Racing, projeto que atraiu o astro Tony Stewart, em 2009. O novo time demorou um pouco para engrenar, mas hoje tem quatro carros na categoria.

Com o sucesso na empreitada, Haas decidiu investir também na Fórmula 1, anunciando a nova equipe ainda em abril de 2014. Desde 2010, a categoria não tinha um time completamente novo, apesar de mudanças de comando terem alterado os nomes de algumas escuderias desde então. O projeto aposta em uma extensa parceria com a Ferrari e um chassi desenvolvido pela também italiana Dallara.

Por enquanto, o projeto dá sinais de que está caminhando bem: mesmo a mais de um mês do início dos testes de pré-temporada, que começam dia 22 de fevereiro, a Haas anunciou que seu carro já passou pelos testes de impacto da Federação Internacional de Automobilismo e está pronto para entrar na pista.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
UOL Esporte
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo