Fórmula 1

GP da Europa se prepara para ter sua sexta casa, e agora fora da Europa

Divulgação
Imagem: Divulgação

Julianne Cerasoli

Do UOL, em São Paulo

21/01/2016 06h00

Depois de três anos fora do calendário, o GP da Europa vai voltar a fazer parte da temporada de Fórmula 1. Mas, curiosamente, pela primeira vez sua casa não será no Velho Continente e, sim, na Ásia. Com dinheiro vindo da exploração do petróleo e do gás, o Azerbaijão vai organizar sua primeira corrida da categoria, em um circuito de rua montado na capital, Baku.

A prova está marcada para dia 19 de junho e aparece no calendário oficial com a possibilidade de mudança de horário para não coincidir com o início da tradicional 24 Horas de Le Mans, porém, existe certo ceticismo em relação à realização da prova na data marcada, uma vez que as equipes teriam pouco tempo para transportar seus equipamentos de Montreal para Baku, uma vez que as provas aconteceriam em finais de semana seguidos e são quase 9.000km de distância. A crise do petróleo também gera dúvidas, uma vez que a economia do país é baseada no produto.

Outro problema é a receita gerada com a venda de ingressos: com apenas 9.500 vagas disponíveis em hotéis e a dificuldade em instalar arquibancadas no circuito de rua, limitando o público a 28 mil pessoas, fica difícil obter o lucro necessário para cobrir os custos da prova.

Mesmo assim, os organizadores garantem que o modelo de negócio é sustentável e prometem criar “um grande evento com muitas surpresas e presenças de famosos, com muita coisa acontecendo fora da pista.”

A organização da F-1, contudo, não explicou por que a prova foi chamada de GP da Europa, uma vez que o Azerbaijão, parte da ex-União Soviética e localizado às margens do Mar Cáspio, fica na Ásia.

De qualquer maneira, será a sexta casa do GP da Europa, que surgiu no calendário da Fórmula 1 em 1983, no circuito de Brands Hatch, na Inglaterra, de última hora, para substituir uma corrida prevista para acontecer nos Estados Unidos.

No ano seguinte, a prova foi transferida para Nurburgring, na Alemanha, pista que voltaria a ser a sede do GP da Europa em 1995 e 96 e de 1998 a 2007. Isso porque a Alemanha já tinha seu GP, em Hockenheim. De 2008 em diante, os dois autódromos passaram a revezar como sede de um único GP local, que não foi realizado ano passado, mas deve voltar em 2016.

O GP da Europa também foi realizado em Donington Park, na Inglaterra, em 1993, em prova que ficou famosa como uma das maiores apresentações de Ayrton Senna, sob chuva. A Espanha foi outro país que contou com o GP da Europa - em 1994 e 1997, em Jerez, e entre 2008 e 2012, em Valência.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Blog do Carsughi
Redação
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo