Fórmula 1

Rei dos memes, Maldonado deixa a F-1 com acidentes e punições no currículo

Do UOL, em São Paulo

02/02/2016 06h00

Pastor Maldonado chegou à Fórmula 1 com fama de rápido, errático e financiado pela petrolífera estatal venezuelana, mas com o respaldo de ter sido campeão da GP2, principal categoria de acesso. Cinco anos depois, o piloto, que confirmou que não estará no grid em 2016, deixa a categoria marcado pelos acidentes e punições.

Em 2015, o piloto da Lotus abandonou em cinco oportunidades por conta de acidentes, mais do que qualquer outro piloto do grid e sofreu oito punições por culpa própria. Três deles foram na mesma corrida, no GP da Hungria, um recorde: primeiro por ter causado um incidente com Sergio Perez. Depois, por ter passado do limite de velocidade no pit lane e, em um terceiro momento, por ter feito uma ultrapassagem com o Safety Car na pista.

Considerando que, durante toda a temporada, foram distribuídas 52 punições por incidentes nos quais os culpados foram os pilotos, apenas Maldonado respondeu por mais de 15% das penas, mais do que qualquer outro. Porém, o venezuelano sempre defendeu que isso acontecia porque ele era marcado pelos comissários. “Todos os pilotos batem e nada acontece. Eu tenho um toque estúpido e todos caem em cima de mim. Às vezes eles [os comissários] são mais duros comigo. Mas faz parte do jogo. No futebol acontece a mesma coisa.”

Não por acaso, o piloto ganhou o apelido de ‘Crashtor’, brincadeira que une a palavra acidente, em inglês, e Pastor. O venezuelano até tem um twitter em sua homenagem, chamado ‘did Maldonado crash today?’ (Maldonado bateu hoje?).

O venezuelano, contudo, sempre defendeu seu estilo. “Para encontrar o limite, você precisa ultrapassá-lo. Eu tenho culhões para ultrapassar o limite o tempo todo”, disse.

Curiosamente, sua carreira acabou com um abandono causado por Fernando Alonso, que se chocou primeiro com Felipe Nasr na largada do GP de Abu Dhabi, perdeu o controle de sua McLaren e acertou no venezuelano. O espanhol foi punido na ocasião.

Altos e baixos na carreira
Em seus dois primeiros anos na Fórmula 1, Maldonado dividiu a equipe Williams com brasileiros: em 2011, foi companheiro de Rubens Barrichello e chegou a travar um duelo relativamente apertado com o experiente piloto, batendo-o em 8 das 10 classificações disputadas. Nenhum dos dois, contudo, conseguiu grandes resultados em um ano bastante fraco na equipe de Grove. No ano seguinte, Maldonado foi companheiro de Bruno Senna e fechou o ano à frente do brasileiro, marcando 45 pontos contra 31.

Em 2012, inclusive, Maldonado viveu seu ponto alto na carreira, com a surpreendente vitória no GP da Espanha. Contando com a desclassificação do pole Lewis Hamilton e compreendendo as necessidades do pneu Pirelli naquela pista, o venezuelano bateu Fernando Alonso em um duelo que durou praticamente toda a prova e acabou carregado no pódio pelo espanhol e pelo terceiro colocado, Kimi Raikkonen.

Em 2013, a Williams voltou a cair de produção e Maldonado deixou o time ao final daquele ano, depois de perder no duelo interno com o então estreante Valtteri Bottas.

O venezuelano foi, então, para a Lotus, e sofreu duas grandes derrotas para Romain Grosjean. 

Na última temporada, só se classificou por duas vezes à frente do francês ao longo do ano, sendo superado por 0s450 em média aos sábados e marcando pouco mais de metade dos pontos. No ano anterior, o cenário havia sido semelhante: embora tenha batido o mesmo Grosjean em quatro oportunidades, a diferença média foi de 0s669 e Maldonado só fez dois pontos. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Blog do Carsughi
Redação
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo