Topo

Fórmula 1

Acostumado ao fundo do pelotão na F-1, inglês quer ser novo Beckham nos EUA

Reprodução/Facebook
Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

04/02/2016 11h19

Ele se acostumou a andar no fundo do grid e não marcou um ponto sequer nas 35 corridas que fez na Fórmula 1 entre 2013 e 2014. Porém, de malas prontas para a Fórmula Indy, onde vai correr na Chip Ganassi Racing, uma das maiores equipes da categoria, Max Chilton sonha em seguir os passos de David Beckham e se tornar famoso nos Estados Unidos.

Beckham marcou época ao ir jogar no LA Galaxy em 2007, ainda no auge da carreira futebolística, com a missão de popularizar o esporte no país e aumentar o valor de sua imagem. Junto da ex-Spice Girl e esposa Victoria, passaram a representar grandes marcas norte-americanas e a posar ao lado de celebridades locais, ganhando o público do país.

O exemplo de Beckham agrada Chilton, que já vê os primeiros sinais de que pode se tornar uma figura conhecida nos Estados Unidos.

“Gosto da comparação!”, admitiu o inglês de 24 anos ao The Sun. “Becks é um cara legal e uma das pessoas mais admiradas, então gosto dessa ideia. Mas é verdade: os americanos adoram os britânicos e algumas marcas bacanas já entraram em contato comigo. Várias marcas querem se juntar a mim e talvez quando eu e a Chloe [Roberts, sua esposa] estivermos lá as coisas vão acontecer.”

Mesmo animado com o novo desafio, Chilton reconhece que a Fórmula Indy nunca esteve em seu horizonte. Pelo menos até as portas da F-1 se fecharem para o ex-piloto da Marussia.

“É uma grande mudança para mim, mas aprendi que você não pode planejar nada na vida. Nunca achei que isso fosse acontecer: eu era como 99% dos pilotos, a F-1 sempre foi minha meta. Lembro todas as vezes em que disse que jamais correria na Indy porque não tinha interesse, mas é o caso de ‘nunca diga nunca’. A vida muda.”

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!