Fórmula 1

Evolução do combustível é decisiva para sucesso na Fórmula 1 hoje. Entenda

Getty Images
Imagem: Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em São Paulo

16/02/2016 06h00

As últimas duas temporadas da Fórmula 1, desde a introdução dos motores híbridos V6 turbo, tiveram o domínio das Mercedes e o crescimento de todas as equipes que contaram com os motores alemães. Mas existe um fator que faz a equipe de Lewis Hamilton e Nico Rosberg estar um passo à frente dos demais: o combustível.

A própria Ferrari, que cresceu muito entre 2014 e 2015, creditou parte de sua evolução a este fator. Segundo a Shell, parceira de longa data da equipe italiana, o combustível sozinho foi responsável por 25% dos ganhos totais do time com a unidade de potência, resultando na melhora de 0s5 por volta e 30s durante um GP.

Apesar dos dados da Shell terem sido recebidos com ceticismo pelos rivais, é notória a preocupação com a evolução do combustível. Tanto, que a Mercedes utilizou todas as fichas de desenvolvimento disponíveis em 2015 para adaptar seu motor a uma nova mistura fornecida por sua fornecedora, a Petronas - e isso fez com que nenhuma das clientes recebesse a atualização.

Outro caso é o da McLaren, que teria sido por grande parte de 2014 a pior equipe entre as clientes da Mercedes justamente pela deficiência do combustível da Mobil em relação aos demais.

Desde a introdução das novas regras, a F1 tem visto uma busca incessante pela eficiência. Isso porque o regulamento prevê limites do consumo de combustível - de 100 kg por corrida no total e de fluxo, que não pode ultrapassar 100 kg/h. Assim, os fornecedores têm buscado obter o máximo de performance com o mínimo de consumo e, como cada equipe tem uma parceria diferente, os resultados também são distintos, mesmo para um motor idêntico.

Uma das grandes metas dos novos combustíveis é ampliar a eficiência térmica das unidades de motores. E, mesmo que o diretor da Honda, Yasuhisa Arai, tenha dito recentemente que a tendência deste ano é que “a evolução se nivele um pouco”, uma vez que é o terceiro ano em que estes motores serão utilizados, a Mercedes já avisou que melhorou “de forma impressionante” sua eficiência, segundo o diretor de motores, Andy Cowell, a ponto de superar os 900cv no total da unidade de potência.

'Anti-doping'
O combustível usado na Fórmula 1 é muito próximo ao dos carros de rua, por regulamento, e acredita-se que a grande diferença de potência está no 1% em há mais liberdade aos fornecedores. Ele é composto de cerca de 150 tipos de compostos químicos e passa por uma série de testes promovidos pela Federação Internacional de Automobilismo a cada final de semana de corrida.

O teste é como uma polegada do combustível, que mostra do que ele é composto. “Eles aparecem duas vezes durante o final de semana. Nós monitoramos quando eles tiram as amostras para nos certificarmos de que não há contaminação”, explica Mike Evans, chefe de desenvolvimento da Shell na F-1. “O que eles querem saber é se não colocamos um composto X apenas para usar nas corridas.”

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
AFP
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo