Fórmula 1

Hamilton x Vettel: nova rivalidade da F-1 é marcada pelas diferenças

Getty Images
Imagem: Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em São Paulo

15/03/2016 06h20

Um é pai de família, vive uma vida pacata no interior da Suíça e sequer participa das redes sociais. O outro é solteiro, vive em Mônaco, é frequentador de festas e está sempre rodeado de celebridades da música, moda e cinema. Com a promessa de crescimento da Ferrari na temporada que começa neste final de semana, a Fórmula 1 deve ver o embate entre dois de seus personagens mais distintos: Sebastian Vettel e Lewis Hamilton.

Nem mesmo quando opinam sobre as questões da categoria, os dois conseguem concordar. Recentemente, Vettel se colocou a favor da adoção de proteção do cockpit, programada para entrar em vigor em 2017, enquanto Hamilton foi radicalmente contra e chegou a dizer que era a “modificação mais feia da história”.

Dentro das pistas, porém, Hamilton e Vettel têm números parecidos. Em 167 largadas, o inglês tem 43 vitórias, 49 poles e 87 pódios, enquanto o alemão soma, em 158 corridas, 42 vitórias, 46 poles e 79 pódios.

Apesar de ambos estarem entre os principais pilotos da categoria há anos, nunca houve uma rivalidade direta. Hamilton estreou na F-1 em 2007 e logo estabeleceu uma briga particular com seu então companheiro de equipe Fernando Alonso. Vettel, por sua vez, começou a ganhar corridas e títulos pela Red Bull em 2009, quando o inglês sofria com os altos e baixos da McLaren. Já nos últimos dois anos, quando Hamilton voltou a ser campeão, Vettel primeiro tinha dificuldades com seu ex-time e depois apostava em um projeto novo na Ferrari. Assim, os dois nunca lutaram diretamente por um título.

Mas isso pode mudar em 2016. O próprio chefe de Hamilton, Niki Lauda, já afirmou que os cálculos da Mercedes apontam que a Ferrari começa a temporada “a 0s2 ou 0s3” de distância, na maior ameaça que os atuais bicampeões do mundo já sofreram desde o início de seu reinado, em 2014.

As diferenças entre Vettel e Hamilton são tantas que o ex-chefe do alemão, Christian Horner, chegou a dizer recentemente que, se eles eventualmente fossem companheiros, isso jamais funcionaria. “Ficaria surpreso em ver os dois na mesma equipe. Do ponto de vista do time, seria muito difícil ter um cenário como este. Haveria uma grande divisão. Sempre teria um contente e o outro revoltado”, disse ao Daily Telegraph.

Mesmo com as diferenças, Hamilton e Vettel se mostram animados com a expectativa de duelarem em 2016. “Vi uma foto dia desses em que Nigel [Mansell] e Ayrton [Senna] estavam roda a roda na reta e as faíscas começaram a pular dos carros. Mal posso esperar para sermos eu e Sebastian fazendo isso.”
O alemão, pelo menos desta vez, concordou. “Seria divertido. E os torcedores adorariam também.”

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Topo