Topo

Fórmula 1

Em crise financeira, Sauber confirma que estará no grid no GP da China

Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

08/04/2016 09h15

Depois de muitos rumores ligados à situação financeira precária da equipe, a Sauber confirmou que estará no GP da China. Depois de atrasar os salários dos funcionários pela segunda vez em três meses, o time de Felipe Nasr quitou seus débitos e conseguirá levar os funcionários para a terceira etapa do campeonato, que será disputada dia 17 de abril.

A Sauber é a equipe com a situação mais delicada no grid. O time já pediu um adiantamento na parte a que tem direito nos lucros da Fórmula 1 para conseguir competir neste início de ano, mas ainda assim só teria garantido a viagem à China com a ajuda dos patrocinadores suecos de Marcus Ericsson.

Mesmo com a viagem garantida, a situação ainda é séria. O time sequer vem tendo dinheiro para produzir peças para o carro e os pilotos estão utilizando algumas partes do carro do ano passado. Além disso, com o crescimento da Manor, Ericsson e o brasileiro Felipe Nasr correm o risco de lutar apenas pelas últimas posições no grid caso o cenário não se altere.

A chefe da equipe, Monisha Kalterborn, não foi ao GP do Bahrein, pois estava viabilizando acordos para manter a tradicional equipe no grid e também pode perder o GP da China.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!