Fórmula 1

Por que o formato do treino classificatório virou motivo de briga na F-1?

Clive Mason/Getty Images
Imagem: Clive Mason/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em São Paulo

09/04/2016 06h00

As equipes foram contra desde o começo. Os pilotos sempre deixaram claro sua indignação. E os fãs tiveram de concordar após dois sábados em que faltou carro na pista e emoção na definição do grid de largada das primeiras etapas da temporada da Fórmula 1. Então por que demorou quase dois meses para o novo formato virar peça de museu?

Toda a polêmica está intimamente ligada a uma disputa pelo poder que ocorre atualmente nos bastidores da categoria. Descontentes com a perda de poder decisório dos últimos anos, especialmente após a criação do Grupo de Estratégia, o presidente da Federação Internacional de Automobilismo, Jean Todt, e o CEO da empresa que detém os direitos comerciais, Bernie Ecclestone, uniram forças para retomar o controle.

Os sinais do racha ficaram mais claros a partir do final do ano passado, quando Ecclestone ameaçou impor a adoção de um motor alternativo para competir com os V6 turbo híbridos em 2017. Porém, acordos que diminuíram o custo das atuais unidades de potência barraram a ideia.

Em fevereiro, quando as equipes já faziam a pré-temporada, uma nova decisão unilateral, da FIA, alterou a classificação, com a adoção de eliminações a cada 90s. Com a pole position sendo decidida minutos antes do final do treino na prova inaugural, na Ausrtália, e vários períodos em que a pista ficou vazia, justamente em decorrência da dinâmica do novo sistema, os times chegaram a entrar em acordo para retornar ao sistema de 2015 ainda em Melbourne.

Christian Horner, chefe da Red Bull, chegou a dizer na época que "deveríamos pedir desculpas aos fãs porque não fizemos um show. Tentamos e não funcionou. Acho que algo tem de ser feito antes do Bahrein [palco da próxima etapa, daqui a duas semanas]."

No entanto, nos dias seguintes, a FIA e a FOM convocaram as equipes para a votação definitiva a respeito da classificação, mas não deram como opção o retorno ao treino de 2015, como os times queriam. Assim, o formato de 2016 foi mantido para a segunda etapa, no Bahrein.

Após mais uma sessão morna, a pressão novamente foi forte para que houvesse uma mudança. Desta vez, a FIA acenou com a possibilidade da adoção de uma classficação com tempos agregados de duas sessões, algo que chegou a ser tentado em 2005, mas não funcionou.

Mais uma vez, o plano seria levar à Comissão de F-1 duas propostas, sendo que nenhuma delas seria o retorno ao sistema de 2015. Porém, desta vez os times se adiantaram e publicaram uma carta em que pediam, com uma unanimidade incomum na categoria, a volta do formato anterior. Acuados, FIA e FOM decidiram ceder e a classificação nos moldes do ano passado está garantida para o GP da China. Ou até que apareça mais um capítulo nesta briga pelo poder. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
UOL Esporte
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo