Fórmula 1

Filho de Schumacher surpreende, mas ainda está longe da Fórmula 1

FABRIZIO BENSCH/Reuters
Imagem: FABRIZIO BENSCH/Reuters

Do UOL, em São Paulo

13/04/2016 10h41

A vitória logo na estreia da Fórmula 4 animou muitos que torcem pelo retorno do sobrenome Schumacher à Fórmula 1, mas a entourage que cerca o filho do heptacampeão, Mick, é clara: a ordem é não queimar etapas e esperar o piloto estar maduro o suficiente para encarar o desafio de correr na categoria em que o pai dominou por tanto tempo.

Apesar de ter os mesmos 17 anos com que Max Verstappen estreou na Fórmula 1, Mick Schumacher deve demorar anos para chegar à categoria, de acordo com a empresária Sabine Kehm, que tem cuidado da carreira do alemão, assim como fez nos últimos anos do heptacampeão.

“A Fórmula 1 está, obviamente, distante, é um assunto que afeta a todos os meninos da F-4, mas não está no nosso trabalho cotidiano”, salientou Sabine que reconhece: “é uma surpresa que as coisas tenham começado tão bem, e claramente estamos contentes.”

De fato, o início de temporada de Mick na F-4 na Itália surpreendeu, uma vez que o alemão, que veio de vários títulos no kart, decepcionou em seu primeiro ano nos monopostos, em 2015. Logo no primeiro final de semana de corrida em 2016, o piloto de 17 anos venceu as duas baterias do sábado e deu um show de recuperação no domingo, quando perdeu várias posições ao ficar parado no grid na largada e terminou em quinto.

A própria Sabine é a primeira a reconhecer que a transição entre o kart e os monopostos não foi fácil para Mick. “Não foi um grande passo apenas do ponto de vista esportivo, mas também do pessoal. Agora ele está um ano mais experiente, está concentrado e amadureceu do ponto de vista mental. Estamos convictos de que pode fazer uma temporada positiva na F-4”, acredita.

Para chegar na Fórmula 1, contudo, o caminho natural para Mick seria disputar alguma categoria de Fórmula 3 nacional e depois optar pela GP2 ou F-3 Europeia antes de chegar à Fórmula 1.

Enquanto isso, seu pai, Michael Schumacher, segue em recuperação após sofrer graves lesões cerebrais em um acidente de esqui sofrido no final de 2013. Desde então, são poucas as informações concretas a respeito do estado de saúde do alemão, que está sendo tratado em sua residência, na Suíça.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
AFP
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Topo