Topo

Fórmula 1

'Não tenho dúvidas de que tinha ritmo para vencer', cutuca Lewis Hamilton

Dan Istitene/Getty Images
Imagem: Dan Istitene/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

01/05/2016 11h53

Nico Rosberg dominou o GP da Rússia de ponta a ponta para vencer pela sétima vez seguida e chegar aos impressionantes 100 pontos no campeonato, abrindo 43 de vantagem para o companheiro Lewis Hamilton após quatro etapas disputadas em 2016. Porém, o inglês, que terminou em segundo após largar em décimo, deixou claro após a prova que tinha ritmo para vencer com uma melhor posição de largada.

Hamilton e Rosberg andaram muito próximos um do outro durante todo o final de semana, até que o inglês teve um problema em sua unidade de potência na segunda parte da classificação. “Não há dúvida alguma na minha cabeça de que poderia ganhar esta corrida”, declarou Hamilton após a prova.

O inglês ganhou cinco posições na largada. Depois, ultrapassou Felipe Massa, Kimi Raikkonen e Valtteri Bottas na pista para chegar ao segundo posto e começar a diminuir a vantagem de Rosberg. Porém, a equipe o instruiu a diminuir o ritmo devido a um vazamento de água.

“Tinha ritmo, mas aí tive que tirar o pé porque tivemos um problema no motor. Depois não pude mais acelerar tudo nas retas para poder chegar.”

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, explicou que ambos os carros tiveram dificuldades durante o GP. “Tivemos algumas preocupações com ambos os carros durante a corrida”, disse à Sky Sports. “Tivemos um problema de vazamento de água no carro de Lewis, o que se estabilizou quando ele desacelerou um pouco. No outro carro, estávamos recebendo alguns sinais estranhos da unidade de potência.”

O dirigente chegou a dizer que o vazamento no carro de Hamilton pode ter, inclusive, estragado seu motor. O inglês tem tido uma série de problemas com a unidade de potência e já utilizou duas delas até aqui. Cada piloto tem direito a cinco unidades durante a temporada.

Rosberg, por sua vez, defendeu bem sua terceira pole position na Rússia e venceu pela primeira vez em Sochi, correndo sozinho por todo o tempo. O alemão, contudo, espera que os dias de tranquilidade na ponta estejam contados. “Lewis vai dar a volta por cima, com certeza. Ele está mais motivado do que nunca.”

A próxima etapa da Fórmula 1 será disputada em duas semanas, na Espanha.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!