Fórmula 1

McLaren e Force India ganham batalha das atualizações no GP da Espanha

Clive Mason/Getty Images
Imagem: Clive Mason/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Barcelona (ESP)

14/05/2016 13h00

O GP da Espanha tem a tradição de ser o palco de grandes novidades nos carros por uma série de motivos. Nesta temporada, não foi diferente: à exceção justamente dos times dos brasileiros, Williams e Sauber, todos trouxeram melhorias. E McLaren e Force India foram as equipes que mais modificaram seus carros.

Como o Circuito da Catalunha é a pista preferida pelas equipes para os testes da pré-temporada, a etapa espanhola acaba sendo uma grande oportunidade para fazer uma comparação direta com o rendimento da primeira versão dos carros.

Além disso, as próprias características da pista, na qual é importante ter uma boa aerodinâmica para andar forte, são um incentivo para que as equipes tragam melhorias e possam avaliar melhor os resultados, como explicou Felipe Nasr ao UOL Esporte. “Aqui tem um efeito muito maior. Principalmente se você consegue ganhos em curvas de alta velocidade, dá para ver bem, tanto em performance em si, quanto em gestão de pneus. Um carro com mais pressão aerodinâmica não escorrega tanto e, com isso, você pode até fazer menos paradas no box.”

Em 2016, McLaren (asa dianteira, assoalho e dutos de freio) e Force India (ambas as asas, laterais, carenagem do motor, assoalho e dutos de freio) trouxeram os pacotes mais extensos de mudanças, ainda que ambas as equipes se neguem a falar em ‘versão B’. O time de Fernando Alonso e Jenson Button, inclusive, alega que as novidades que estrearam no Bahrein, segunda etapa do campeonato, foram tão grandes quanto as de Barcelona. Button se mostrou animado após as primeiras voltas com o novo carro: “Finalmente estamos chegando lá”, disse o inglês, cuja expectativa é pontuar no domingo.

Já a Mercedes fez 10 mudanças no carro, apesar de todas terem sido sutis. “Alguns milésimos aqui, outros ali”, resumiu Toto Wolff. Renault, Haas e Toro Rosso também estreiam novas asas traseiras. O time francês testou ainda uma nova suspensão dianteira. Até a nanica Manor tem um pacote considerável de mudanças, nas asas e assoalho. Ferrari e Red Bull, por sua vez, só alteraram detalhes de seus carros, tendo trazido atualizações para praticamente todas as provas ao invés de grandes pacotes.

Sauber e Williams, por sua vez, não tiveram alterações em seus carros. A primeira só conta com o motor atualizado da Ferrari, enquanto a segunda ainda trabalha para maximizar os resultados da asa dianteira que apareceu pela primeira vez no Bahrein.
O GP da Espanha terá largada às 9h do domingo, pelo horário de Brasília.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Topo