Topo

Fórmula 1

Mercedes evita conflito após batida e afasta comparações com briga antiga

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Barcelona (ESP)

16/05/2016 09h42

A batida entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg no GP da Espanha não foi a primeira vez que a Mercedes teve de administrar um capítulo complicado na história dos dois. Especialmente em 2014, quando o mundial ficou aberto até a última etapa, os dois se estranharam algumas vezes, culminando com a polêmica do GP da Bélgica.

Naquela ocasião, Rosberg forçou para cima de Hamilton e furou seu pneu. Na reunião após a prova, o alemão disse que tinha feito isso para “deixar claro seu ponto de vista”, dando a entender que não havia se esforçado para evitar a colisão. Isso gerou uma sanção interna, que nunca foi totalmente explicada, e marcou a ascensão de Lewis rumo ao título daquele ano.

Após a batida da Espanha, contudo, Toto Wolff se apressou em dizer que a situação atual é completamente diferente.

“Vamos continuar deixando-os disputar livremente, foi apenas um acidente causado por uma série de coincidências. A situação é bem diferente de Spa, toda a equipe é diferente hoje. Quando as luzes se apagaram, isso gerou emoções que tiveram consequências depois. Acho que quebrei meu microfone, então posso entender as emoções deles. Tenho 100% de certeza de que isso não vai afetar a relação deles.”

Rosberg chegou a se irritar com as comparações. Quando questionado se havia semelhanças com o ocorrido há cerca de um ano e meio, o alemão retrucou. “Não tem nada a ver. Que semelhanças você vê? Eu não vejo nada.”

Mesmo tendo abandonado o GP da Espanha, Rosberg segue na liderança do campeonato, 43 pontos à frente de Hamilton, que caiu para terceiro, atrás também de Kimi Raikkonen, após zerar em Barcelona.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!