Topo

Fórmula 1

Após decepção com ritmo em Mônaco, Honda cobra a McLaren por melhoras

Lars Baron/Getty Images
Imagem: Lars Baron/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Barcelona (ESP)

01/06/2016 05h21

Desde a volta da parceria com a Honda, no início de 2015, a McLaren tem cobrado publicamente a montadora devido ao rendimento ruim de seu motor. Depois do GP de Mônaco, em que o time inglês acreditava ter o terceiro melhor carro e entrou por pouco no top 10 na classificação, o jogo virou e foram os japoneses que se mostraram descontentes com a performance do carro.

“O rendimento do carro não foi tão bom quanto esperávamos”, disse Yusuke Hasegawa, chefe da Honda na Fórmula 1, ao site oficial da categoria. “Achávamos que o carro poderia se adaptar melhor ao circuito, ainda que o resultado da corrida, com um quinto e nono lugares, seja muito positivo. Mas temos de tentar melhorar o rendimento técnico real do carro ao invés de esperar os resultados simplesmente por sorte ou incidentes de corrida.”

De fato, ao igualar o melhor resultado da McLaren desde o retorno da parceria com a Honda com o quinto posto em Mônaco, Fernando Alonso creditou o resultado mais à estratégia da equipe do que ao rendimento do carro e também cobrou melhorias.

“Mônaco é muito diferente, então não vamos tirar muitas conclusões. O resultado foi o melhor do ano até agora, mas o nível de competitividade não foi excelente, sofremos com a falta de ritmo”, disse o espanhol ao final da corrida. “Vamos ao Canadá com algumas melhoras, principalmente parece que no motor, então veremos se começamos a usar algumas fichas de desenvolvimento e se podemos estar mais à frente.”

O GP do Canadá será disputado dia 12 de junho, em Montreal.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!