Topo

Fórmula 1

Decepção de Mônaco faz McLaren e Ferrari acelerarem desenvolvimento

Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Do UOL, em Barcelona (ESP)

03/06/2016 06h34

Depois de saírem decepcionadas de Mônaco, Ferrari e McLaren falam em levarem novidades para seus carros na sétima etapa do campeonato, no Canadá, dia 12 de junho.

Apesar do time inglês ter conquistado o quinto lugar com Fernando Alonso, muito em função de uma estratégia acertada, o décimo posto na classificação, atrás da Force India e Toro Rosso, frustrou as expectativas em um circuito no qual a defasagem do motor Honda não faria tanta diferença. O time justificou que não conseguiu aquecer os pneus da forma correta.

A reclamação foi a mesma da Ferrari, que sentiu ter um ritmo de corrida muito melhor no domingo do que na classificação e acredita que, largando mais à frente, Sebastian Vettel teria grandes chances de ir pelo menos ao pódio. O alemão foi quarto colocado.

Para o GP do Canadá, disputado em um circuito de rua, porém com longas retas, a Honda planeja uma atualização. “Não há dúvida alguma de que a potência é muito importante para o Canadá. O consumo de combustível também é muito importante. Queremos introduzir algumas atualizações, mas ainda não podemos adiantar nada”, disse o chefe dos japoneses na F-1, Yusuke Hasegawa. “Algumas novidades já foram testadas na fábrica no Japão e trouxeram bons resultados.”

A dúvida da Honda é a mesma da Ferrari: gastar ou não mais fichas de desenvolvimento? Os japoneses ainda têm 15 à disposição, enquanto o time de Maranello dispõe de apenas seis.

“Vamos acelerar o desenvolvimento para o Canadá”, prometeu o chefe dos italianos, Maurizio Arrivabene, referindo-se ao motor e ao carro. “Vocês verão outro Ferrari na pista. Para sermos competitivos, precisamos melhorar corrida após corrida e é isso que está sendo planejado.”

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!