Topo

Fórmula 1

Em ano das reviravoltas, F1 dá 5 motivos para não perder o GP da Áustria

Andrej Isakovic/AFP
Massa conqusitou o terceiro lugar na prova do ano passado Imagem: Andrej Isakovic/AFP

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Viena (AUT)

29/06/2016 06h00

No que está se desenhando como o campeonato das reviravoltas, Nico Rosberg voltou a aumentar a diferença para Lewis Hamilton na liderança da tabela no Azerbaijão, depois de duas derrotas consecutivas em Mônaco e no Canadá. Agora, cabe ao inglês, que está 24 pontos atrás, reagir. Porém, foi o alemão quem venceu nas duas edições do GP da Áustria disputadas depois do retorno do país à categoria, em 2014.

Confira os 5 motivos para não perder o GP da Áustria:

1. Hamilton pressionado (novamente): depois de vencer duas corridas seguidas e parecer estar perto de tomar a liderança de Nico Rosberg na tabela, Lewis Hamilton errou e bateu na classificação e teve a recuperação na corrida prejudicada por uma configuração errada em seu motor que não soube alterar. Não demorou para o inglês voltar a ser o foco da pressão, ainda mais correndo em um circuito no qual Rosberg venceu nos últimos dois anos.

2. Novo asfalto: a pista de Spielberg recebeu um novo asfalto para este ano, que tem gerado ganhos em termos de tempo de volta para as demais categorias que já usaram a novidade. E a expectativa é que a maior aderência permita que os Fórmula 1 completem o traçado em pouco mais de um minuto, o que significa que a classificação será especialmente tensa, com poucas chanceS de erro e muitos carros se encontrando na pista.

3. Massa precisa de bom resultado: o brasileiro se mostrava animado para a sequência de pistas com amplas retas que viria a partir do GP do Canadá, mas viu desde então apenas o companheiro Valtteri Bottas ter bons resultados, como o pódio em Montreal e o sexto posto em Baku, enquanto o brasileiro abandonou com problemas técnicos na primeira prova e não conseguiu se encontrar com os pneus na segunda, fechando em décimo. Na Áustria, porém, o piloto fez a pole em 2014 e chegou ao pódio ano passado.

4. Previsão de chuva: a água que caiu nas primeiras voltas da corrida de Mônaco conseguiu animar uma das provas ao mesmo tempo mais famosas e mais monótonas da temporada. E a expectativa é de que venha mais água nos três dias de atividades de pista na Áustria.

5. Carros medem força em circuito ‘de verdade’: Após três etapas em pistas de rua, a F-1 volta pela primeira vez a um autódromo desde o GP da Espanha, no começo de maio. Nesse meio tempo, os carros evoluíram, com destaque para as novidades nos motores de Renault e Ferrari, e não se sabe como isso pode ter alterado a relação de forças entre os times.

As atividades para o GP da Áustria começam com os treinos livres a partir das 5h e das 9h pelo horário de Brasília, na sexta-feira. O terceiro treino livre será disputado às 6h do sábado e a classificação começa às 9h. A largada para a nona etapa do campeonato também será às 9h, no domingo.
 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!