Fórmula 1

Detalhes estão fazendo Williams decepcionar em pistas rápidas, diz Massa

REUTERS/Maxim Shemetov
Imagem: REUTERS/Maxim Shemetov

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Silverstone (ING)

07/07/2016 13h45

A Williams esperava ter uma boa sequência entre os GPs do Canadá e da Inglaterra, uma vez que a característica das pistas, pelo menos em teoria, casava bem com as qualidades de um carro que se dá melhor em trechos de alta velocidade. Porém, os resultados não têm acompanhado a expectativa: nas três últimas etapas, o time inglês marcou apenas 26 pontos.

No GP do Canadá, Valtteri Bottas chegou a conseguir um bom resultado, sendo o terceiro colocado, enquanto Felipe Massa abandonou por problemas em sua unidade de potência. Nas duas provas, contudo, o ritmo do carro decepcionou: Massa foi apenas o décimo em Baku, enquanto Bottas foi o sexto. Duas semanas depois, na Áustria, o brasileiro vinha andando bem até abandonar com problemas de freio, enquanto foi o finlandês que teve dificuldades, fechando apenas em nono.

Perguntado pelo UOL Esporte por que a Williams não estava conseguindo os resultados esperados, Massa explicou que foram questões circunstanciais.

“É por um detalhe ou outro. Em Baku, o problema foi comigo, e não com meu companheiro de equipe, mas na última corrida foi meu companheiro que teve um  problema de pneu e eu não. Eu poderia ter acabado em uma boa colocação, tive um bom ritmo a corrida toda, mas tive problema no freio. Então cada corrida tem sido uma questão diferente.”

Para Bottas, a questão dos pneus é fundamental para a Williams no momento. “Precisamos melhorar o acerto do carro para fazer os pneus funcionarem bem. Isso foi um problema em Baku e na Áustria. Só podemos torcer para chegar entre os primeiros em uma pista em que a Williams deveria ir bem”.

Neste final de semana, o time tentará novamente usar a asa dianteira que foi tirada do carro de Massa antes da corrida na Áustria, o que fez com que o brasileiro tivesse de largar dos boxes. “Encontraram uma fissura e tivemos de tirar. Para esta corrida, teremos uma asa na sexta-feira, que os dois pilotos vão revezar. E no sábado devemos ter duas. Se acontecer algo na classificação, pode ser a mesma história da última corrida.”

As atividades para o GP da Inglaterra começam na sexta-feira, com duas sessões de treinos livres a partir das 6h e das 10h, pelo horário de Brasília. O terceiro treino livre começa às 6h do sábado e a classificação, às 9h. O GP da Inglaterra está marcado para às 9h do domingo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Topo