Fórmula 1

GP da Inglaterra promete ter duelos caseiros na ponta e Ferrari sofrendo

REUTERS/Albert Gea
Imagem: REUTERS/Albert Gea

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Silverstone (ING)

09/07/2016 11h35

Uma briga particular entre os pilotos da Mercedes na frente e outra das Red Bull pela terceira colocação no pódio. É essa a expectativa dos pilotos para o GP da Inglaterra, que terá largada às 9h do domingo, pelo horário de Brasília.

Líder de todos os treinos e pole position, Lewis Hamilton reconhece que a Mercedes tem uma vantagem maior do que em outras etapas, ainda que espere uma batalha dura com o companheiro Nico Rosberg, que atualmente está 11 pontos na frente no campeonato.

“Será uma corrida muito dura, então é importante fazer nosso trabalho de preparação e entender a estratégia e os pneus. Minha simulação de corrida foi muito forte, então acho que o carro está muito bom em termos de equilíbrio para a corrida”, disse o inglês, que vai em busca de sua quarta vitória em casa.

Fechando a segunda fila do grid, a Red Bull também deve ter uma luta particular. Depois de revelar não ter gostado de ter perdido pela primeira vez em classificações para o companheiro Max Verstappen, “pois queria ficar invicto até o final do ano”, Daniel Ricciardo disse que sua estratégia ideal para a corrida seria “tomar o terceiro lugar e dizer adeus”.

O australiano se mostrou surpreso com a superioridade que a Red Bull tem mostrado em relação à Ferrari neste final de semana. “Achei que estaríamos com um ou dois décimos de vantagem, mas parece que temos um pouco mais. Nossas simulações de corrida foram muito boas, temos um bom ritmo no final dos stints com pneus macios, mas ainda assim será muito difícil fazer só uma parada. Esperamos que possamos pelo menos confirmar um lugar no pódio.”

Na Ferrari, o clima era de decepção. O time trouxe uma nova asa dianteira para a etapa da Inglaterra, mas ainda assim “não foi o suficiente”, como salientou Sebastian Vettel. O alemão sofreu a terceira quebra de câmbio da temporada e foi punido. Assim, largará apenas em 11º.

“Estamos perdendo em todos os setores, nas curvas de baixa e de alta velocidade. A diferença especialmente em relação à Mercedes impressiona.”

Vettel, inclusive, foi superado apenas pela terceira vez no ano pelo companheiro Kimi Raikkonen, que larga em quinto, mas não se mostrou muito confiante em relação ao ritmo. “Temos dificuldades com o acerto aqui, o que tem a ver com as condições, o vento, e as características do circuito. Está faltando pressão aerodinâmica, então o carro não fica tão grudado no chão e isso fica mais claro em circuitos como este.”

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Topo