Fórmula 1

Segundo lugar de Rosberg corre risco após mensagens sobre falha no carro

Clive Mason/Getty Images
Imagem: Clive Mason/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Silverstone (ING)

10/07/2016 11h29

As restrições à comunicação via rádio voltaram a ganhar destaque no GP da Inglaterra: nas voltas finais, Nico Rosberg teve um problema de câmbio e recebeu instruções da equipe Mercedes, o que seria ilegal de acordo com as regras caso a equipe não conseguisse comprovar que o carro estava realmente avariado.

O alemão disse que tinha um problema de câmbio e foi instruído a mudar uma configuração no volante. Pouco tempo depois, seus engenheiros pediram que evitasse a sétima marcha. “O que isso significa? Eu tenho que pular a marcha?”, perguntou Rosberg. “Sim, Nico. Você tem que pular a marcha.”

Os comissários decidiram investigar a comunicação, uma vez que apenas problemas terminais podem ser comunicados aos pilotos. Para o chefe da Mercedes, Toto Wolff, a falha poderia ter feito com que Rosberg não completasse a prova.

“Se algo vai quebrar de forma terminal você pode comunicar isso. Teria sido algo terminal [se Rosberg não fosse avisado]. Ele ficaria preso na sétima marcha e seria o fim. Precisamos clarificar com a FIA quais os limites." 

Rosberg também defendeu a equipe. "Era um problema muito crítico. Eu estava preso na sétima marcha e quase parando no meio da pista. Eu precisava consertar isso,"

Já o chefe da Red Bull, que herdaria, com Max Verstappen, o segundo lugar no caso do alemão ser punido, colocou lenha na fogueira. "É uma questão difícil, mas não acho que o problema era tão terminal assim", afirmou Christian Horner.

As restrições nas comunicações via rádio têm causado muita polêmica nas últimas voltas, depois que Lewis Hamilton demorou para conseguir modificar uma configuração errada em seu volante no GP da Europa, sem poder receber informações de seus engenheiros.

A comunicação via rádio foi mais restrita nessa temporada para dificultar a vida dos pilotos, mas muitos argumentam que as questões mais técnicas deveriam ser liberadas.

Perguntado sobre a diferença do episódio deste domingo em relação ao que aconteceu em Baku com Hamilton, Wolff explicou que, naquela situação, o inglês "poderia chegar até o fim" com o problema e, por isso, a equipe não lhe deu informações. 

O austríaco também foi questionado se o fato da equipe ter dado a solução a Rosberg, ao invés de ter apenas dito que havia um problema com o câmbio, não descumpriria as regras. "A regra fala em indicação. O que é indicação? É isso que a FIA precisa deixar claro."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Redação
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo