Fórmula 1

Mesmo confirmado na Toro Rosso para 2017, Sainz pode virar moeda de troca

Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Londres (ING)

13/07/2016 06h00

O espanhol Carlos Sainz está confirmado na Toro Rosso para a próxima temporada, mas seu nome não deixou de ser mencionado no mercado de pilotos. Além de ter sido sondado pela Ferrari para substituir Kimi Raikkonen, o espanhol era a prioridade da lista da Renault. O interesse dos franceses seria tanto que surgiram rumores no final de semana do GP da Inglaterra de que o piloto poderia ser usado como moeda de troca para que a Toro Rosso tenha desconto no fornecimento de motores em 2017, quando o time italiano voltará a trabalhar com os motores franceses.

“Não sei se existe essa possibilidade, mas obviamente depende da Red Bull”, disse Carlos Sainz, cujo contrato é vinculado à empresa austríaca. “Seria muito estranho porque a Red Bull assinou comigo porque eles me querem, e eles não querem que eu seja trocado com outras equipes. Talvez eles mudem de ideia, não sei.”

Sainz lembrou que a Toro Rosso tem uma boa estrutura e pode surpreender com a adoção de um novo regulamento técnico a partir do ano que vem.

“Ouvi rumores de que a Renault possa estar interessada e esse tipo de coisa. Mas não estou pensando nisso. Estou muito confortável na Toro Rosso, tenho muito apoio dos chefes, o que é importante para mim. Eles estão confiando muito em mim e é o lugar certo para estar. Temos [o diretor técnico] James Key e ano que vem podemos surpreender muitas pessoas com as novas regras, tenho certeza de que ano que vem a Toro Rosso não será um lugar ruim para estar, com as ligações com a Red Bull. Estou muito feliz. Nem pensei no negócio da Renault.”

Por outro lado, o espanhol, que está fazendo sua segunda temporada na Fórmula 1, deixou as portas abertas.

“Claro que é um elogio. É um elogio que a Ferrari tenha interesse. É um elogio que a Renault tenha interesse. No final das contas, são equipes de fábrica, são eles que mandam na F-1 e estão aqui para ficar. Ver o interesse de fábricas tão importantes… tenho muito orgulho disso e não vou negar, faz com que me sinta muito feliz”.

Perguntado se não seria mais indicado sair da ‘família’ Red Bull, uma vez que o time principal está fechado pelo menos até o final de 2018 com Daniel Ricciardo e Max Verstappen, Sainz lembrou que ter um contrato na F-1 não significa muito.

“Sei que a F-1 é a F-1. Eles têm contratos até 2018, mas eles também me disseram que preciso continuar indo bem. Preciso criar minhas oportunidades e você nunca sabe o que pode acontecer na F-1, então é por isso que nunca vou deixar de dar 100%, mesmo se os contratos forem até 2025. Nunca se sabe o que pode acontecer na F-1.”

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

UOL Esporte
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo