Topo

Fórmula 1

Comissários inocentam Rosberg e alemão mantém a pole; Massa sai em 18º

DOMINIC EBENBICHLER/Reuters
Imagem: DOMINIC EBENBICHLER/Reuters

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Budapeste (HUN)

23/07/2016 15h41

Demorou mais de quatro horas para Nico Rosberg ter a pole position para o GP da Hungria confirmada. O alemão foi investigado pela FIA por não ter desacelerado o suficiente em sua última volta rápida, quando havia bandeiras amarelas duplas mostradas por uma rodada de Fernando Alonso. Com isso, o líder do campeonato vai largar na frente, com Lewis Hamilton ao seu lado na primeira fila.

Inicialmente, Rosberg nem sequer foi investigado pelo ocorrido. Porém, após o protesto da Red Bull e uma série de críticas, a FIA decidiu avaliar o caso. A entidade entendeu que o alemão não infringiu a regra que obriga os pilotos a “desacelerarem significativamente e estarem preparados para parar” no caso de uma bandeira amarela dupla.

O líder do campeonato argumentou que havia tirado o pé e a telemetria mostrou que ele desacelerou por 30 metros, perdendo um décimo em relação à volta anterior na curva oito. As explicações foram aceitas pelos comissários.

A regra das bandeiras amarelas duplas tem sido aplicada com maior vigor pela FIA desde o acidente que vitimou Jules Bianchi no GP do Japão de 2014. O francês entrou muito rápido em uma área de bandeira amarela e perdeu o controle do carro, batendo em um trator que fazia a remoção do carro de Adrian Sutil, que também escapara no mesmo ponto.

A decisão é importante para a campanha de Rosberg, que tenta frear a evolução de Hamilton no campeonato. Os dois estão separados por apenas um ponto depois que o alemão venceu apenas uma das últimas cinco provas. O GP da Hungria tem largada marcada para as 9h do domingo, pelo horário de Brasília.

Mais confusão 5h após fim do treino
Mais de cinco horas após o final da classificação do GP da Hungria, a Federação Internacional de Automobilismo examinou a regra que exclui os tempos de classificação dos pilotos que foram 7% mais lentos que o melhor tempo da primeira parte do treino e provocaria mudanças no grid de largada para a corrida que começa às 9h do domingo, pelo horário de Brasília.

Onze pilotos estiveram nesta situação durante a classificação, que foi bastante conturbada devido à chuva e uma série de paralisações, que fizeram com que o Q1 durasse cerca de uma hora. Entre os que passaram do limite de 107% em relação ao melhor tempo desta fase da classificação estavam os dois pilotos da Red Bull, Daniel Ricciardo e Max Verstappen, que foram terceiro e quarto colocados no grid, além de Felipe Massa (18º)

Porém, a FIA decidiu que as "condições extraordinárias" em que o treino foi disputado justificam o tempo lento e absolveu todos os pilotos.

Grid do GP da Hungria

1. Nico Rosberg ALE Mercedes-Mercedes 1m 19.965s
2. Lewis Hamilton ING Mercedes-Mercedes 1m 20.108s
3. Daniel Ricciardo AUS Red Bull-TAG 1m 20.280s
4. Max Verstappen HOL Red Bull-TAG 1m 20.557s
5. Sebastian Vettel ALE Ferrari-Ferrari 1m 20.874s
6. Carlos Sainz ESP Toro Rosso-Ferrari 1m 21.131s
7. Fernando Alonso ESP McLaren-Honda 1m 21.211s
8. Jenson Button ING McLaren-Honda 1m 21.597s
9. Nico Hulkenberg ALE Force India-Mercedes 1m 21.823s
10. Valtteri Bottas FIN Williams-Mercedes 1m 22.182s

11. Romain Grosjean FRA Haas-Ferrari 1m 24.941s
12. Daniil Kvyat RUS Toro Rosso-Ferrari 1m 25.301s
13. Sergio Perez MEX Force India-Mercedes 1m 25.416s
14. Kimi Raikkonen FIN Ferrari-Ferrari 1m 25.435s
15. Esteban Gutierrez MEX Haas-Ferrari 1m 26.189s
16. Felipe Nasr BRA Sauber-Ferrari 1m 27.063s

17. Jolyon Palmer ING Renault-Renault 1m 43.965s
18. Felipe Massa BRA Williams-Mercedes 1m 43.999s
19. Kevin Magnussen DIN Renault-Renault 1m 44.543s
20. Marcus Ericsson SUE Sauber-Ferrari 1m 46.984s
21. Pascal Wehrlein ALE Manor-Mercedes 1m 47.343s
22. Rio Haryanto IDN Manor-Mercedes 1m 50.189s

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!