Fórmula 1

Hamilton supera Rosberg, bate recorde e se torna líder do campeonato da F-1

Julianne Cerasoli

Do UOL, de Budapeste (HUN)

24/07/2016 10h43

Após 11 etapas, o campeonato da Fórmula 1 tem um novo líder depois que Lewis Hamilton dominou o GP da Hungria. O inglês, que chegou a ter 43 pontos de desvantagem em relação ao companheiro Nico Rosberg após as primeiras provas do ano, finalmente superou o alemão na tabela pela primeira vez no ano.

Hamilton ultrapassou Rosberg logo na largada e controlou o ritmo para vencer pela quinta vez no circuito de Hungaroring, tornando-se o maior ganhador do circuito. Com a vitória e o segundo lugar do alemão, o tricampeão lidera o campeonato com seis pontos de vantagem. O terceiro lugar ficou com Daniel Ricciardo, da Red Bull.

Os brasileiros andaram o tempo todo no final do pelotão. Felipe Nasr fez outra corrida consistente, largando em 16º e chegando em 17º, andando sempre bem à frente do companheiro Marcus Ericsson. Já Felipe Massa não teve um bom ritmo por toda a prova e errou ao apostar nos pneus médios, que não renderam bem, e terminou apenas em 18º.

Liderança de Rosberg dura pouco

Rosberg não largou bem e viu Hamilton passá-lo por dentro e Ricciardo ficar na frente dos dois, vindo por fora na primeira curva. O australiano, contudo, não conseguiu uma boa tração na segunda curva e voltou à terceira colocação. Com isso, o top 10 ficou com Hamilton, Rosberg, Ricciardo, Verstappen, Vettel, Alonso, Sainz, Button, Bottas e Hulkenberg. Felipe Nasr ganhou uma posição na primeira volta e subiu para 15º, enquanto Felipe Massa perdeu um lugar e caiu para 19º.

Nasr foi um dos primeiros a ir para os boxes, perdendo muitas posições. Entre os ponteiros, o primeiro a parar foi Vettel, na volta 15, quando trocou os supermacios pelos macios, sendo copiado por Ricciardo no giro seguinte. O líder Hamilton e Verstappen pararam na 17ª volta. O fato de ter parado antes fez Vettel ganhar a posição do holandês e subir para quarto.

Com 20 voltas completadas, a única surpresa no top 10 era Raikkonen, que largou com os pneus macios e conseguia manter um bom ritmo, en quinto lugar, mesmo sem ter parado. Assim, Hamilton liderava, com Rosberg a cerca de 1s, seguido por Ricciardo, Vettel, Raikkonen, Verstappen, Perez, Palmer, Magnussen e Alonso. A dupla da Renault e o mexicano também não tinham feito suas paradas.

A tática funcionou bem para Raikkonen, que voltou em sétimo após sua parada e, logo depois, ultrapassou Alonso para assumir o sexto posto, atrás das Mercedes, Red Bull e do companheiro Vettel. Já Perez conseguiu entrar no top 10, em décimo, superando seu companheiro Hulkenberg.

Na metade da corrida, após a Red Bull antecipar a segunda parada de Ricciardo, a Mercedes passou a pedir que Hamilton aumentasse o ritmo, dizendo que poderiam chamar Rosberg para os boxes primeiro para proteger a equipe da ameaça do australiano, o que seria prejudicial para o inglês, que poderia perder a liderança nos boxes. “Por que fariam isso? Não é que estou lento, estou tentando”, questionou o tricampeão. “O risco é perdermos a vitória”, respondeu o engenheiro.

Porém, como o ritmo de Ricciardo não era bom após a parada, a Red Bull deixou de ser uma ameaça e as Mercedes continuaram na pista. Hamilton só pararia na volta 42, uma antes de seu companheiro, voltando tranquilamente na frente de Rosberg, com Ricciardo em segundo, Raikkonen em quarto e Vettel em quinto. Verstappen, Alonso, Sainz, Bottas e Kvyat completavam o top 10 com 25 voltas para o fim.

Depois de fazer sua parada, o finlandês colocou pneus supermacios e foi à caça de Verstappen, chegando a tocar na traseira do holandês e quebrar parte de sua asa dianteira. 

A próxima parada da Fórmula 1 será na Alemanha, quando os pilotos percorrerão o circuito de Hockenheim, às 9h (de Brasília). 

Classificação final

1. Lewis Hamilton GBR Mercedes-Mercedes 70 laps
2. Nico Rosberg GER Mercedes-Mercedes +1.9s
3. Daniel Ricciardo AUS Red Bull-TAG Heuer +27.5s
4. Sebastian Vettel GER Ferrari-Ferrari +28.2s
5. Max Verstappen NED Red Bull-TAG Heuer +48.6s
6. Kimi Raikkonen FIN Ferrari-Ferrari +49.0s
7. Fernando Alonso ESP McLaren-Honda +1 volta
8. Carlos Sainz ESP Toro Rosso-Ferrari +1 volta
9. Valtteri Bottas FIN Williams-Mercedes +1 volta
10. Nico Hulkenberg GER Force India-Mercedes +1 volta

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
UOL Esporte
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo